Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Selecionador do Chile garante que vai "dificultar muito" a vida a Portugal na Taça das Confederações

Logótipo de LusaLusa 27/06/2017
YURI KOCHETKOV/EPA © EPA / YURI KOCHETKOV YURI KOCHETKOV/EPA

Kazan, Rússia, 27 jun (Lusa) - O selecionador do Chile, Juan Antonio Pizzi, afirmou hoje que a sua equipa tem "argumentos" para garantir quarta-feira um lugar na final da Taça das Confederações de futebol e prometeu dificultar "muito" a vida a Portugal.

"O nosso primeiro objetivo era chegar às meias-finais. Conseguimos. Sabemos que vamos ter um jogo muito difícil, mas posso garantir que Portugal também vai ter um jogo muito difícil. A nossa intenção é fazer tudo para estarmos na final. E, para isso, estamos muito bem preparados", afirmou Pizzi.

O selecionador do Chile, de 49 anos, falava aos jornalistas na conferência de imprensa de antevisão do primeiro duelo das meias-finais do torneio dos campeões, na Arena Kazan.

"Temos argumentos para conseguir um bom resultado e estarmos na final. Vamos tentar impor o nosso jogo. Isso de sermos um dos favoritos a vencer a Taça das Confederações não modifica nada a nossa mentalidade e o nosso estilo de jogo", disse o técnico hispano-argentino.

Pizzi admitiu que Cristiano Ronaldo poderá ser determinante no jogo de quarta-feira, mas negou que o avançado português vá ter qualquer tratamento especial por parte dos seus jogadores.

"Ronaldo é parte da equipa de Portugal e não a equipa de Portugal. Claro que teremos mais cuidado com ele, mas nada de especial. Vamos fazer o que habitualmente fazemos contra as outras equipas", explicou o antigo avançado, que passou pelo FC Porto em 2000.

Para o selecionador do Chile, a principal virtude da sua equipa é a "agressividade" que coloca nos jogos e a inteligência que tem quando tem a posse de bola.

"Queremos ter a posse de bola. Somos agressivos com bola também sem bola. Sabemos criar problemas aos nossos adversários. Estou convencido que vamos fazer um grande jogo", confessou.

Na mesma conferência de imprensa, o médio Marcelo Diaz garantiu que os jogadores chilenos vão "dar tudo em campo" para honrar o país e garantir mais uma final, depois dos dois triunfos consecutivos na Copa América.

"Ganhámos dois títulos seguidos da Copa América em finais contra a Argentina. Algo que não é fácil. Mas temos ‘fome’ de mais títulos, temos ‘fome’ de vitórias", referiu o jogador do Celta Vigo.

Diaz, de 30 anos, considerou que Cristiano Ronaldo fez um final da temporada "fantástico" no Real Madrid e que chegou à Taça das Confederações em grande forma.

"Todos conhecemos Ronaldo. Todos sabem o que ele pode fazer. É um jogador que pode decidir um jogo. Temos que o parar. Temos que reduzir os espaços e tentar que ele não tenha bola", disse.

O Portugal-Chile tem início agendado para as 21:00 (19:00 horas de Portugal) e vai arbitrado pelo iraniano Alireza Faghani.

LG // NF

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon