Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Selecionador Francisco Neto foi o primeiro a subir ao ‘palco’ do jogo contra a Inglaterra

Logótipo de LusaLusa 27/07/2017 Rita Moura

Tilburgo, Holanda, 27 jul (Lusa) – O selecionador português de futebol feminino, Francisco Neto, subiu ao relvado do Estádio Willem II, a mais de uma hora do início do jogo entre Portugal e Inglaterra (19:45 de Lisboa).

O técnico, acompanhado do adjunto José Paisana, foi o primeiro a pisar a relva, ficando sozinho durante uns minutos, a olhar ao redor, para depois tocar no relvado, a avaliar o estado do terreno.

NUNO VEIGA/LUSA © LUSA / NUNO VEIGA NUNO VEIGA/LUSA

Poucos minutos depois subiram as jogadoras portuguesas, acompanhadas pelo vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol Humberto Coelho, e pela diretora Mónica Jorge, quase lado a lado com algumas futebolistas inglesas.

O estádio Willem II, com capacidade para 14.500, ainda apresenta as bancadas vazias, embora estejam previstos cerca de 4.000 espetadores para o jogo entre as portuguesas e inglesas, da terceira jornada do Grupo D.

O grupo é liderado por Inglaterra, com seis pontos, seguido de Espanha e Portugal, ambas com três, enquanto a Escócia ainda não pontuou.

Portugal precisa de fazer contas para garantir um lugar nos quartos de final, colocando-se vários cenários.

A equipa apura-se se vencer a Inglaterra e a Espanha não vencer a Escócia, mas também passa à fase seguinte se vencer por três golos de diferença, ou até por dois, desde que o resultado não seja um 2-0, num cenário hipotético em que estariam as três, Inglaterra, Espanha e Portugal com seis pontos.

Se as lusas vencerem apenas por um golo de diferença, será necessário que a Espanha não vença a Escócia, e, se for por 2-0, só seguirão em frente se a Espanha não ganhar ou ganhar apenas por 1-0.

Um resultado de 2-0 favorável a Portugal e de 2-1 à Espanha, levará a que se aplique o critério disciplinar no desempate, ou, se necessário, o coeficiente das seleções, o que beneficiará a Espanha.

Um empate no duelo de Tilburgo entre inglesas e portuguesas só dará o apuramento se a Escócia vencer a Espanha.

RPM // NFO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon