Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Seriam André Silva, Renato Sanches e Gelson os mesmos?

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/04/2017 Hugo Monteiro

Luís Castro e Vítor Campelos falaram sobre a importância das equipas bês no futebol nacional

© Pedro Rocha/Global Imagens

Luís Castro, atual treinador do Rio Ave e ainda campeão da II Liga pelo FC Porto B, e Vítor Campelos, técnico da equipa secundária do V. Guimarães, falaram esta manhã sobre a importância das equipas B no futebol nacional.

Presente na VI edição do "Fórum de treinadores de futebol/futsal", Luís Castro deu o exemplo de sucesso espanhol e deixou uma interrogação no ar. "Espanha tem equipas bês há mais de 20 anos e foi campeão do Mundo e da Europa. Xavi e Iniesta saíram dos bês do Barcelona. Atualmente, em Portugal há seis equipa bês na II liga, o que equivale a mais ou menos 130 jogadores. Isso já é um universo interessante, tanto para as equipas principais como para as seleções. Quem é treinador sabe que um jogador oriundo de uma equipa B está sempre melhor preparado. Será que o Geraldes, o Podence, - que foram bem sucedidos no Moreirense porque foram bem preparados no Sporting B - o André Silva, o Renato Sanches e o Gelson Martins seriam os mesmos jogadores se não passassem pelas equipas bês? Da mesma forma que somos campeões da Europa e podemos ser campeões do Mundo, também podemos melhorar os trabalhos das equipas bês. Nesta altura ainda há algumas equipas da I e da II Liga que nem sequer têm espaços para treinar. Um jogador Sub-19 que trabalhe com a equipa B de repente aparece facilmente a trabalhar com a equipa principal", considerou o técnico dos vilacondendes.

Vítor Campelos referiu que a equipa B que dirige "é muito importante" no contexto do V. Guimarães" e recordou vários jogadores que subiram à equipa principal, como casos de "Miguel Silva, Josué e do Konan", e de outros que até já foram vendidos como João Pedro (LA Galaxy) e Cafú (Lorient). Campelos contou ainda uma história com o atual lateral dos minhotos. "Recordo-me bem do primeiro jogo que fez, contra o Atlético, em que tive de o tirar ao intervalo porque não estava preparado", atirou, lembrando a origem do jogador, a Costa do Marfim.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon