Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Sevilha bate Benfica

Sportinveste 14/05/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia
Sevilha bate Benfica © Sportinveste Multimédia Sevilha bate Benfica

Depois de 120 minutos, nenhuma das equipas foi capaz de marcar. No desempate por grandes penalidades, o Sevilha foi mais forte, em grande parte graças aos dois penaltis defendidos por Beto.

O jogo foi sempre muito vivo e com lances de perigo em ambos os lados. Ainda assim, era o Sevilha quem entrava melhor na partida, ao passo que o Benfica tinha alguma dificuldade em conter os espanhóis que saiam para o ataque sempre muito rápidos.

Os encarnados, que já contavam com várias baixas para esta partida, viram Sulejmani ter de ser substituído devido a uma lesão no ombro, situação que fez com que o flanco direito do ataque do Benfica praticamente deixasse de existir.

Havia mais Sevilha ao longo do primeiro tempo mas acabou por ser o Benfica quem acaba a primeira parte na mó de cima.
Isto porque a mais clamorosa ocasião de golo pertenceu a Maxi, aos 45 minutos, que tentou desviar uma bola do caminho de Beto mas este defendeu por instinto.

Na segunda parte voltou a haver mais perigo junto da baliza do Sevilha mas os atacantes da Luz estavam claramente desinspirados e não conseguiam encontrar o caminho para o golo.
Lima, Rodrigo e seus pares viam os seus remates serem consecutivamente parados pela defesa espanhola enquanto que os espanhóis sustentavam todo o seu jogo nas aberturas de Rakitic.

Jesus ainda recorreu a Cardozo, em detrimento de Siqueira, mas nem assim conseguiu chegar ao golo e o jogo terminou o tempo regulamentar sem golos.

No prolongamento nenhuma das equipas quis arriscar e pareceram apostar tudo nos penaltis.

E aí… o Sevilha foi mais feliz.
Cardozo e Rodrigo falharam, muito por culpa de Beto que defendeu, e Kevin Gameiro bateu o penalti decisivo.
O Benfica regista assim a sua oitava derrota consecutiva numa final europeia e vê o troféu fugir para as mãos do Sevilha, onde os portugueses Ricardo Carriço, Kevin Gameiro e Beto fazem a festa.

Fonte: OJogo

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon