Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Sevilha repudia qualquer reunião da AFA com Jorge Sampaoli

Logótipo de O Jogo O Jogo 12/04/2017 Hugo M. Monteiro

Treinador da formação andaluz é um dos preferidos do presidente da Federação argentina para assegurar o cargo de selecionador.

O Sevilha reagiu às notícias de uma alegada reunião de Claudio Tapia, presidente da Associação de Futebol da Argentina (AFA), com Jorge Sampaoli, para averiguar a disponibilidade do técnico para assumir o cargo de selecionador alviceleste, após o despedimento de Edgardo Bauza.

Através de um comunicado, o clube espanhol deixou claro que considera "uma falta de respeito" para com o Sevilha "qualquer reunião que incite à rutura contratual do treinador [Sampaoli]".

© EPA/Zipi

Recorde-se que, de acordo com a imprensa argentina, a alternativa a Sampaoli é Simeone, do Atlético de Madrid.

Leia o comunicado na íntegra:

"Perante as informações que surgiram em diferentes meios de comunicação locais e internacionais em relação ao possível interesse da AFA de contratar como selecionador Jorge Sampaoli - cujo contrato com o Sevilha vigora até 30 de junho de 2018 -, e perante as declarações que são atribuídas ao presidente da Associação, Claudio Tapia, sobre a intenção de estabelecer uma reunião em Espanha com o treinador sevilhano nos próximos dias, o Sevilha emitiu uma nota escrita à AFA na qual manifesta que, no caso das reproduzidas informações serem verdadeiras, considera uma falta de respeito, ao mesmo tempo inaceitável, qualquer reunião que incite à rutura contratual do treinador com o clube e que, por isso, não terá dúvidas em exercer os respetivos diretos".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon