Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

'Sines Tall Ships Festival' deverá acolher 28 veleiros e 1.000 tripulantes

Logótipo de LusaLusa 18/04/2017 Joana Magalhães

Lisboa, 18 abr (Lusa) – O porto de Sines, em Setúbal, vai acolher este ano, pela primeira vez, o 'Tall Ships Festival', entre 28 de abril e 01 de maio, sendo esperados 28 veleiros e cerca de 1.000 tripulantes, anunciou hoje a organização.

“Praticamente todos os cais em Sines vão estar ocupados com estes grandes navios à vela”, disse à Lusa o presidente da Associação Portuguesa de Treino de Vela (Aporvela), João Lúcio.

Os 'Tall Ships' são veleiros que estavam a ser desmobilizados há 60 anos, altura em que começou a iniciativa, e que foram desafiados para fazerem uma regata em que 50% da tripulação tivesse entre 15 e 25 anos, caraterística que se “mantém até hoje”, afirmou.

“Lisboa foi a primeira cidade do mundo a receber uma Tall Ship”, sublinhou o responsável.

O Sines Tall Ships Festival insere-se na "Rendez-vous 2017 Tall Ships Regatta" (RDV 2017), uma regata de grandes veleiros que passa por sete países”, cruzando o Oceano Atlântico “duas vezes”, e que celebra nesta edição os 150 anos da confederação do Canadá.

MARIO CRUZ/LUSA © EPA / MARIO CRUZ MARIO CRUZ/LUSA

O festival terá diversas atividades, como visitas às embarcações, desfiles dos tripulantes, concertos e fogo-de-artifício, tudo com entrada gratuita.

Para João Lúcio, a parada dos tripulantes é um “momento muito alto” por ser uma “espécie de carnaval” em que os tripulantes se vestem de piratas e levam ornamentos náuticos para fazer uma festa na cidade, hábito que se faz em todos os portos onde as frotas atracam.

Para além destas atividades, a população terá ainda a oportunidade de embarcar num 'Tall Ship', independentemente da experiência que tenha a bordo.

“Eu acho que o nosso grande navegador [Vasco da Gama] estará com certeza felicíssimo por saber que nós voltamos a trazer ao porto dele [em Sines] mastros, velas e alegria”, acrescentou João Lúcio.

Associada ao RDV 2017 existe um site e uma aplicação (iOS e Android) – Yellow Brick – que permite que o utilizador siga o rasto da frota com informações como a sua localização e velocidade, entre outras.

JZM/MLS // MLS

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon