Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Sistema criado no Porto permite auxiliar pacientes na reabilitação do joelho

Logótipo de O Jogo O Jogo 28/08/2017 Administrator

Uma investigadora do Porto desenvolveu um sistema para auxiliar os pacientes submetidos à cirurgia artroplastia do joelho no processo de reabilitação do membro em ambiente doméstico, informando-os sobre a execução dos exercícios e o progresso do tratamento.

KneeRecovery consiste num sistema de baixo custo, que inclui um algoritmo sequencial, projetado para analisar o movimento e obter informações sobre os ângulos do joelho, com recurso a sensores inerciais, disse à Lusa Sara Oliveira, da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP).

Para tal, os sensores inerciais (que englobam acelerómetros, giroscópios e magnetómetros) são colocados na coxa e na perna do paciente, sendo determinada a orientação da coxa e da perna relativamente ao sistema de coordenadas da Terra, o que permite estimar os ângulos do joelho, explicou.

De acordo com a investigadora, este tipo de sensores têm sido "amplamente utilizados" na determinação da cinemática (análise dos movimentos) de articulações, por serem "simples, não obstrutivos, de baixo custo, de pequeno tamanho, leves e não restringirem o movimento".

O sistema KneeRecovery surgiu da necessidade de auxiliar a recuperação de pacientes com osteoartrite do joelho, considerada "um dos maiores contribuidores para a incapacidade física a nível global", causando-lhes "dor, limitações nas suas atividades diárias e uma diminuição na sua qualidade de vida".

Em estados mais avançados da doença, os doentes são submetidos, normalmente, à artroplastia do joelho, tendo que fazer fisioterapia para reabilitar o membro.

"Nos últimos anos tem-se verificado uma crescente procura por prestação de cuidados de saúde mais eficientes, o que resultou num aumento da reabilitação realizada em casa", indicou Sara Oliveira.

No entanto, o desempenho dos exercícios de reabilitação em ambiente doméstico pode ficar comprometido pela falta de 'feedback' em tempo real e falta de adesão por parte dos pacientes, que podem sentir dificuldades na realizar os exercícios sem o auxílio de um profissional da saúde ou executá-los de forma "menos correta".

"Um alinhamento incorreto durante o exercício, uma velocidade inadequada ou uma má qualidade do movimento podem ter impactos negativos na eficácia do exercício", referiu, acrescentando que, para colmatar este problema, a cinemática do joelho (com destaque para o ângulo do joelho conseguido durante os movimentos) tem de ser quantificada.

O KneeRecovery é um dos 14 projetos criados por alunos de diferentes faculdades com o apoio do centro de investigação Fraunhofer Portugal AICOS, sediado no Porto, no âmbito de uma iniciativa anual que lhes permite desenvolver o seu trabalho orientado para a criação de soluções práticas que contribuem para a qualidade de vida da população.

Para a realização deste projeto, Sara Oliveira teve o apoio do professor Miguel Velhote, da FEUP, e da investigadora Vânia Guimarães, da Fraunhofer Portugal AICOS.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon