Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Soares, Mitroglou e um quarto quente no Minho... para lá da seca de golos

Logótipo de O Jogo O Jogo 27/02/2017 Hugo Monteiro

Jornada 23 do campeonato conta-se em 15 golos. Soares e Mitrgolou não páram; na frente nada de novo.

© Fábio Poço/Global Imagens

A jornada 23 do campeonato acabou em Arouca, onde o Belenenses venceu por 2-1, numa ronda onde nada mudou na frente e pouco se marcou. O Benfica venceu em casa do Chaves por 3-1, no jogo com mais golos, e o FC Porto respondeu no Bessa, com um golo de Soares. Tudo como dantes: águias lideram com mais um ponto e com dez de vantagem para o Sporting, que no estádio do Estoril garantiu os três pontos.

Na Luz, Mitroglou bisou e marca há cinco jogos seguidos, se contarmos com o Dortmund para a Champions:. sete golos em cinco partidas chegam e sobram para os adeptos suspirarem de alívio com a recusa dada ao convite chinês. E se o grego está num pico de forma, Soares não fica atrás. Ainda não parou de marcar em jogos de campeonato desde que chegou ao Dragão: cinco golos em quatro partidas pelo FC Porto.

Mais abaixo, o V. Guimarães regressou aos triunfos no dérbi com o Moreirense, o Braga não fez o mesmo em Setúbal (1-1) e as duas equipas protagonizam um duelo aceso pelo quarto lugar: têm ambas 39 pontos. O Marítimo, sexto com 34, está em tons europeus, apesar do empate (1-1) em Tondela, último classificado e cada vez em situação mais aflitiva.

São notas importantes de uma jornada contada em 15 golos, um número pobre e apenas igualado na segunda, nona e 16ª rondas. Pior ainda não se viu esta temporada. Olhando a tabela, entende-se o saldo: dois nulos, dois triunfos pela margem mínima (1-0).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon