Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Soares: nenhum outro brasileiro marca tanto nas 20 principais ligas europeias

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/05/2017 Ana Proença

Números impressionantes à atenção de Tite, que não vê tantos golos em nenhum dos jogadores que já chamou à seleção. E entre os candidatos a lá chegar, Soares também não encontra paralelo

© Octavio Passos/Global Imagens

O golo em Chaves não bastará para que Soares chegue a melhor marcador da I Liga - só um cataclismo evitará que Bas Dost seja o artilheiro em Portugal -, mas lança-o na corrida para terminar a época como o maior goleador brasileiro da Europa. Neste momento, nos dez principais campeonatos europeus, só Diego Costa, do Chelsea, marcou tanto como Soares.

O dado é absolutamente notável, porque na lista há centenas de atacantes, alguns até bem conhecidos, como Neymar ou Roberto Firmino, dois dos intocáveis para Tite, o selecionador da canarinha. E Diego Costa até nem faz parte da lista de selecionáveis, pois escolheu jogar pela Espanha há cerca de dois anos. Boas notícias para o portista, identificado por Sylvinho (adjunto da seleção do Brasil) no Sporting-FC Porto, dia em que se estreou, logo com um bis, e apareceu pela primeira vez em destaque no seu país de origem.

No ranking dos selecionáveis, é Vágner Love, que reencontrou a boa forma aos 32 anos, no Alanyasport (Turquia), quem mais se aproxima. Se alargamos a lista aos 20 campeonatos principais, nenhum dos primeiros lugares sofre alterações. Só mesmo na Sérvia, atual 28.º campeonato do ranking europeu, se encontra um brasileiro que marca mais do que Tiquinho: Leonardo Souza, do Partizan, tem 20 golos, mais um do que o portista. Ou seja, até em termos absolutos é possível que Soares venha a ser o rei do Brasil no continente europeu. Mas nos critérios da Bota de Ouro (golos multiplicados pela valorização do campeonato), Soares está muito à frente.

Curiosamente, a lista que lhe apresentamos ao lado está cheia de conhecidos, para além dos nomes mais famosos. Willian José, da Real Sociedad, já foi apontado ao FC Porto algumas vezes. Welthon, do Paços de Ferreira, é um dos nomes menos mediáticos da mesma. E da mesma subtraímos Júnior Moraes, irmão do antigo portista Bruno Moraes, que tinha dez golos pelo Dínamo Kiev antes de, em fevereiro, sair para a China.

Tite continuará a observar Soares, como prometeu depois de o conhecer. Ao portista resta continuar a superar-se e a apresentar estes números, que o diferenciam dos demais. Se somarmos todas as competições além da I Liga, Soares mantém-se no topo, mesmo com apenas dois jogos europeus disputados e o FC Porto já eliminado da Taça de Portugal e da Taça da Liga quando o brasileiro chegou. Ao todo, o ex-V. Guimarães tem 21 golos em 2016/17. Diego Costa, neste caso, até tem menos um. A maior subida da tabela é de Neymar, que chega aos 15 golos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon