Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Sonangol regista crescimento de 36% em 2016 depois de dois anos negativos

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/07/2017 Administrator

A Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol), petrolífera estatal angolana, registou em 2016 um crescimento de 36%, resultado que traduz a quebra abrupta da tendência negativa registada nos dois últimos exercícios económicos da empresa.

Os resultados referentes à gestão da empresa em 2016 foram apresentados hoje, em conferência de imprensa, pela Presidente do Conselho de Administração da Sonangol, Isabel dos Santos.

Isabel dos Santos, que manifestou satisfação relativamente aos resultados, realçou a sua importância por terem sido alcançados num ano em que a Sonangol "enfrentou um conjunto muito adverso tanto a nível nacional como internacional".

"O valor de 525 mil milhões de kwanzas (275.613.000 de euros) no EBITDA (resultado operacional isento de impostos e amortizações) e um resultado no exercício superior a 13 mil milhões de kwanzas (68.247.100 de euros), obtidos no ano transato, refletem uma inversão da tendência de queda abrupta nos exercícios de dois anos anteriores, solidificando assim as bases da recuperação do grupo", disse.

Para a PCA da petrolífera estatal angolana, há um ano à frente da empresa, "estes resultados são fundamentais para que a empresa assuma de novo a sua condição de força motriz da economia nacional e geradora de riquezas para todos os cidadãos da República de Angola".

"Outro dado, altamente positivo, é a manutenção da produção petrolífera, que ao longo de 2016, e apesar de todos os condicionalismos, manteve-se acima do valor de 1,700 milhão de barris de petróleo por dia, colocando Angola como primeiro produtor de petróleo em África", frisou.

Sobre os próximos desafios da Sonangol, Isabel dos Santos referiu que o maior de todos é a "mudança de paradigma de pensamento".

"É importante a conscientização de cada um para chegarmos ao impacto global. No que depender de mim esta missão será um sucesso, não tenho dúvidas e espero que vocês também não", disse.

Para alcançar os objetivos, a PCA da Sonangol apelou à colaboração de todos que queiram "fazer parte" do processo de transformação, "da mesma maneira que conto com a minha equipa direta", disse.

"Consciente que vamos passar momentos difíceis agora, no futuro, mas acima de tudo acredito que vamos conseguir, vamos ultrapassar uma tempestade e vamos reerguer uma Sonangol mais forte, mais capaz e maior", salientou.

Em 2015, a Sonangol fechou o exercício com ativos de 6,346 mil milhões de kwanzas (34,8 mil milhões de euros) e um capital próprio de 2,529 mil milhões de kwanzas (13,9 mil milhões de euros), incluindo 47.168 milhões de kwanzas (259 milhões de euros) de resultados líquidos positivos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon