Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Sul-africano condenado a quatro prisões perpétuas pelo homicídio de quatro moçambicanos

Logótipo de O Jogo O Jogo 08/09/2017 Administrator

Um cidadão sul-africano foi condenado na quinta-feira a quatro prisões perpétuas pelo Tribunal Supremo de Joanesburgo pelo homicídio à bomba de quatro moçambicanos em outubro do ano passado, noticiou hoje a emissora estatal Rádio Moçambique (RM).

A RM refere que o réu, 45 anos, matou quatro moçambicanos, incluindo uma grávida, atirando uma bomba de petróleo de fabrico caseiro pela janela de uma casa onde as vítimas se encontravam a dormir, alegando atraso no pagamento de rendas pelas vítimas.

A residência onde as vítimas viviam, nos arredores de Soweto, pertencia ao condenado, que também acusava um dos inquilinos de manter uma relação amorosa com a sua namorada.

De acordo com a RM, o cidadão sul-africano já cumpriu oito anos de prisão, de uma pena de 12 anos relativamente a outro caso de homicídio em que foi condenado pela morte do pai.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon