Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Supremo tribunal de justiça da Guatemala aceita queixa contra Presidente

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/09/2017 Administrator

O Supremo tribunal de justiça (CSJ) deu hoje seguimento à queixa solicitada contra o Presidente da Guatemala, Jimmy Morales, por alegado delito de financiamento eleitoral ilícito.

O pedido foi apresentado em 25 de agosto pelo Ministério público e a Comissão internacional contra a impunidade na Guatemala (Cicig).

No entanto, o Tribunal rejeitou "por não procedente" as afirmações de Morales, que declarou 'persona non grata', e tentou expulsar o chefe da Cicig, o advogado colombiano Iván Velásquez.

O porta-voz do organismo judicial, Ángel Pineda, disse aos jornalistas que agora o recurso será enviado ao Congresso, onde deverá ser promovida uma investigação sobre a denúncia apresentada contra o chefe de Estado sobre o alegado financiamento ilegal.

Segundo a investigação inicial, o partido Frente de Convergência Nacional-Nação (FCN-Nación) terá ocultado um financiamento de 2,3 milhões de quetzales (cerca de 290 mil euros) e despendeu 4,4 milhões de quetzales em publicidade sem esclarecer a origem dos montantes.

Morales ocupava o cargo de secretário-geral da FCN-Nación em 2015, e os magistrados deverão ainda remeter o caso ao parlamento, que deverá prosseguir o processo.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon