Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Surto de cólera no Iémen sem controlo já matou 1.600 pessoas desde abril - ONU

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/07/2017 Administrator

O coordenador dos assuntos humanitários da ONU para o Iémen, Jamie McGoldrick, alertou hoje que as organizações humanitárias não conseguem fazer frente ao surto de cólera, que já matou mais de 1.600 pessoas desde finais de abril.

O representante das Nações Unidas disse que conter a epidemia "está fora do alcance e da capacidade" tanto dos organismos internacionais como do sistema de saúde deste país árabe.

A epidemia estendeu-se a 21 das 22 províncias do país, tendo causado 1657 mortos, acrescentou o responsável.

O número de pessoas que podem ter contraído o vírus da cólera, uma infeção intestinal aguda causada pela ingestão de alimentos ou água contaminada, pode ter chegado aos 284 mil, disse Jamie McGoldrick, apontando que os menores de 15 anos representam cerca de 40% dos casos suspeitos.

"O sistema de saúde está muito afetado pelo conflito, com 45% das instalações sem capacidade operatória, e aquelas que estão a funcionar fazem-no a um nível muito baixo", concluiu o representante da ONU no país.

Os iemenitas enfrentam uma tripla ameaça do conflito armado, da crise económica e da fome, a que se juntou a da cólera.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon