Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Swimrun: há uma modalidade nova em Portugal

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/06/2017 Ana Proença

Chegou a Portugal o swimrun e, segundo Bruno Safara, organizador da primeira prova feita em território nacional, "veio para ficar".

O swimrun é uma modalidade que mistura corrida em trilhos e natação em águas abertas, com vários segmentos a correr e a nadar, de forma ininterrupta, ao longo da mesma prova.

Foi na Serra da Arrábida, a 4 de junho, que quase 200 atletas se estrearam na modalidade criada em Estocolmo, na Suécia, há cerca de dez anos. Já existe um circuito mundial, chamado Ötillö Swimrun World Series, e várias outras provas espalhadas um pouco por toda a Europa. Como a que Bruno Safara foi fazer o ano passado à Escócia, com passagem pelo famoso lago Ness, e que o inspirou para se lançar, com amigos, na organização de uma prova em Portugal. "Até porque temos condições excecionais, não só em termos de costa marítima, lagos e barragens, como meteorológicas, que permitem a prática da modalidade durante todo o ano", refere o organizador, também atleta de grandes distâncias.

No swimrun, para além de existirem múltiplas transições entre a natação em águas abertas e o trail running, os participantes não mudam de equipamento ao longo da prova. Ou seja, correm com fato de neoprene, trisuit ou calções e t-shirt de compressão.

© João Manuel Santos

São várias as marcas, de resto, que já disponibilizam equipamento concebido especificamente para a prática desta modalidade. "Os fatos são parecidos com os de triatlo, mas têm o fecho situado à frente e são um pouco mais curtos e menos densos nas virilhas, de modo a facilitarem a corrida", explica Bruno Safara.

Os atletas também nadam e correm sempre de ténis calçados e, igualmente neste capítulo, já há muitas opções disponíveis no mercado. "No início estranha-se, mas depois torna-se parte do desafio", salienta o organizador.

citacaoOs fatos são parecidos com os de triatlo, mas têm o fecho situado à frente e são um pouco mais curtos e menos densos nas virilhas, de modo a facilitarem a corridacentro

Sendo uma modalidade concebida para ser disputada por equipas de duas pessoas, os organizadores da primeira edição do Arrábida Swimrun optaram, nesta prova, pelo formato individual, para dar oportunidade a todos de se iniciarem na modalidade.

Ao mesmo tempo, disponibilizaram duas distâncias distintas, uma para atletas mais treinados, a Standard - 14 km (12,3 km a correr e 2 km a nadar), com um desnível positivo (D+) de 600 metros - e outra para iniciantes, a Sprint - 6 km (4,7 km a correr e 0,8 km a nadar), com um desnível positivo (D+) de 150 metros.

Os segmentos de natação, refira-se, são sempre acompanhados por barcos de apoio. "Estamos a planear outra prova ainda este ano, em setembro ou outubro. O nosso objetivo é criar, em breve, um circuito nacional", afirmou Bruno Safara. O sonho maior será, um dia, Portugal acolher uma prova do Ötillö Swimrun World Series.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon