Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Taça das Confederações pode encher cofres da FPF

Logótipo de O Jogo O Jogo 14/06/2017 Alcides Freire

Pode valer aos cofres da Federação Portuguesa de Futebol cerca de 4,5 milhões de euros, isto caso vença a competição, que arranca no sábado na Rússia.

. © Filipe Amorim .

A primeira participação de sempre da seleção portuguesa na Taça das Confederações pode valer aos cofres da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) cerca de 4,5 milhões de euros, isto caso vença a competição, que arranca no sábado na Rússia.

De acordo com a lista de prémios da FIFA, ao conquistar o Euro'2016, Portugal assegurou prontamente um lugar no chamado torneio dos campeões e uma recompensa mínima de 1,8 milhões de euros, isto caso seja eliminado ainda durante a fase de grupos.

A passagem às meias-finais aumenta logo o montante para 2,7 milhões de euros e deixa em aberto a possibilidade da FPF encher ainda mais os cofres, já que mesmo seja afastado nesta fase, poderá ainda disputar o terceiro lugar, que vale 3,1 milhões.

A passagem à final de São Petersburgo faz disparar o prémio de participação para os quatro milhões de euros e um triunfo no jogo decisivo da prova faz os números chegaram aos 4,5 milhões.

Em 2013, no Brasil, a seleção canarinha conquistou a competição e arrecadou' 3,6 milhões de euros.

A Taça das Confederações, prova que serve de teste para o próximo Campeonato do Mundo, começa no sábado e termina a 2 de julho. Portugal vai disputar o Grupo A com México, Rússia e Nova Zelândia. No Grupo B vão estar Alemanha, Chile, Camarões e Austrália.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon