Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Taça das Confederações: Portugal falha quatro penáltis consecutivos

Logótipo de O Jogo O Jogo 02/07/2017 Hugo Monteiro

Depois dos três falhanços com o Chile, no desempate das meias-finais, André Silva desperdiçou novo castigo máximo contra o México.

Portugal não está, definitivamente, a ser feliz na Taça das Confederações no que a grandes penalidades diz respeito. Depois de Ronaldo ter convertido um castigo máximo frente à Nova Zelândia, no triunfo por 4-0, ainda na fase de grupos, seguiram-se quatro desperdícios.

© Sergei Karpukhin/Reuters

O momento mais dramático deu-se frente ao Chile, quando a seleção portuguesa falhou as três grandes penalidades que tentou converter no desempate das meias-finais. Quaresma, João Moutinho e Nani não foram felizes.

Agora, com o México, no jogo que atribui o último lugar do pódio, André Silva desperdiçou a chance de fazer o 1-0 para Portugal ao minuto 17, permitindo a defesa de Ochoa.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon