Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Tancos/Armas: Oficiais na reserva e reforma em protesto simbólico contra afastamento de comandantes

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/07/2017 Administrator

Oficiais do Exército na reserva e na reforma estão a organizar um protesto simbólico quarta-feira junto ao Palácio de Belém para manifestar solidariedade com os cinco comandantes afastados temporariamente, confirmou a Lusa.

"A ideia é a solidariedade para com os coronéis exonerados e uma crítica ao poder político pela desinformação à população e pelo desinvestimento nas Forças Armadas", afirmou à Lusa o coronel na reforma Tinoco de Faria, um dos participantes.

O protesto, noticiado hoje à tarde pelo Expresso, inicia-se quarta-feira pelas 11:30 junto ao Monumento Nacional aos Combatentes do Ultramar, junto ao Museu do Combatente, em Belém, e seguirá para o Palácio de Belém.

Outra fonte ligada à organização, contactada pela Lusa, disse que na iniciativa estarão oficiais do Exército na reserva e na reforma, fardados.

O coronel Tinoco de Faria sublinhou que está prevista a deposição das espadas que "simboliza" a perda do comando: "Entregamos a nossa espada, em solidariedade com aqueles que, sem responsabilidade nenhuma, o perderam", afirmou.

Cinco comandantes de unidade do Exército foram afastados temporariamente pelo chefe do ramo, general Rovisco Duarte, para não interferirem com as averiguações internas em curso ao furto de armamento dos Paióis Nacionais de Tancos, detetado quarta-feira passada.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon