Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Taxa de emprego na zona euro estabiliza nos 1,9% no 2º. trimestre - Eurostat

Logótipo de O Jogo O Jogo 15/09/2017 Administrator

A taxa de emprego na zona euro estabilizou nos 1,9% no segundo trimestre, e aumentou duas décimas face ao trimestre homólogo, com Portugal a apresentar a quinta taxa mais baixa entre os países da União Europeia (0,9%).

De acordo com os dados hoje divulgados pelo Eurostat, entre os países da União Europeia, a taxa de emprego subiu uma décima em termos trimestrais para os 2,0% e duas décimas também em termos homólogos.

As taxas de emprego mais elevadas foram registadas na República Checa (3,6%), na Bélgica (3,3%), na Alemanha (2,7%), e nos Países Baixos, Áustria e Reino Unido (2,6%), enquanto as mais baixas foram observadas na Grécia (0,7%), Bulgária, Espanha e Chipre (0,8%) e Portugal (0,9%).

Comparando com o trimestre do ano anterior e entre os Estados-membros para os quais existem dados disponíveis, a taxa de emprego aumentou em 19, estabilizou em quatro e diminuiu no Chipre (0,2 pontos percentuais), Bulgária, Grécia e Eslováquia (0,1 pontos percentuais cada).

As maiores subidas observaram-se, por sua vez, na República Checa (0,7 pontos percentuais), Países Baixos e Áustria (0,6 pontos percentuais), Bélgica e Eslovénia (0,5 pontos percentuais cada).

Em Portugal, o emprego estabilizou face ao trimestre anterior e subiu em relação a um ano antes (dos 0,7%).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon