Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Temer diz na China que Brasil vive momento de otimismo e recuperação económica

Logótipo de O Jogo O Jogo 03/09/2017 Administrator

O Presidente do Brasil, Michel Temer, disse hoje que o país que dirige está a viver um período de otimismo e recuperação económica, num encontro com empresários no Fórum Empresarial dos BRICS, na China.

Temer participa por estes dias na cimeira que reúne os líderes das potências emergentes Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

Depois do discurso do Presidente chinês, Xi Jinping, Temer fez a sua intervenção, em que falou do momento atual do Brasil, tendo considerado que este "vive um momento de otimismo, de retoma da economia".

Para Michel Temer, no poder há 15 meses, o seu Governo tem feito um trabalho de "grande modernização económica", para criar "condições para o crescimento sustentado de longo prazo", ao mesmo tempo que está a "pôr em ordem as contas públicas", fazendo também "reformas que há muito tempo foram adiadas, mas que restituem a saúde fiscal [orçamental] ao Estado brasileiro".

Temer destacou as reformas no mercado de trabalho, com flexibilização da legislação, e que tem em marcha medidas para "viabilizar uma simplificação tributária que elimine burocracias e facilite a vida do empreendedor".

O Presidente brasileiro destacou indicadores económicos que considera que provam os resultados do seu mandato, caso da descida da taxa de inflação de 10% para 2,71%, a descida dos juros bancários, assim como a melhoria produção industrial e o crescimento do emprego.

"A criação de postos de trabalho com carteira assinada já é a maior desde 2014. Portanto, minhas senhoras e meus senhores, são fortes a confiança e o otimismo no nosso país", afirmou Temer.

O Presidente brasileiro falou diretamente para os empresários presentes no Fórum Empresarial, afirmando que "o Brasil está aberto aos grandes investimentos" e que medidas recentemente tomadas facilitam-nos.

Em específico, destacou a retirada de obstáculos à exploração de petróleo, dizendo que é mais fácil a "participação da iniciativa privada na exploração do pré-sal", uma vez que deixou de ser obrigatório a empresa estatal Petrobras participar nos investimentos.

Temer destacou ainda o programa de infraestruturas aprovado, entre aeroportos, portos e linhas energéticas.

Temer está na China para participar a cimeira dos BRICS, reunindo-se na segunda-feira com os Presidentes da China, Xi Jinping, Rússia, Vladimir Putin, África do Sul, Jacob Zuma, e com o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, para debater novas formas de cooperação dentro do bloco criado há uma década.

No seu discurso, o Presidente Temer afirmou que o Brasil tem interesses na "intensificação das relações empresariais entre os países do BRICS" e considerou que os acordos que serão assinados nesta cimeira ajudarão nesse sentido.

Antes de chegar a Xiamen, cidade onde decorre a cimeira dos BRICS, o Presidente brasileiro fez uma visita de Estado de dois dias a Pequim, onde se reuniu com o Presidente chinês e assinou diversos acordos em matéria de infraestruturas, financiamento e cooperação turística, desportiva e na saúde, entre outros setores.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon