Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Temporada da Casa da Música estreia ciclo de humor e novo coro infantil

Logótipo de O Jogo O Jogo 08/09/2017 Administrator

A temporada da Casa da Música, no Porto, até ao final do ano, vai assistir à estreia do ciclo Humor na Música e à primeira atuação do recém-criado Coro Infantil da instituição.

A 01 de outubro, quando se assinala o dia mundial da música, na Casa da Música vai fazer-se ouvir "War Requiem", de Benjamin Britten, pela Orquestra Sinfónica do Porto com o Coro Nacional de Espanha, o Coro Infantil Casa da Música e o Coro Lira, com direção musical do maestro titular da Sinfónica do Porto, Baldur Brönnimann.

O ciclo Humor na Música começa a 19 de setembro, com o Remix Ensemble sob direção do seu maestro titular, Peter Rundel, que vai dirigir a interpretação de peças de George Brecht, Salvatore Sciarrino, Francesco Filiidei, além de Luís Tinoco e Mauricio Kagel.

Na apresentação da programação até dezembro, que decorreu hoje na Casa da Música, o diretor artístico, António Jorge Pacheco, salientou que "há uma obra central neste festival que é talvez o paradigma de como se pode usar o humor na música", referindo-se a "Uma piada musical", de Mozart: "Alguém dizia que nunca um génio tao grande fez um esforço para compor mal", acrescentou.

Em outubro, há de novo o Outono em Jazz, a partir de dia 11, com o regresso de Egberto Gismonti ao Porto, acompanhado por Maria João, seguindo-se concertos da Banda Sinfónica Portuguesa, La Bejazz, Anat Cohen Duo, Dianne Reeves, Tony Allen Quartet, Marcelo D2, Marc Ribot e Peter Evans Septet, entre outros.

Também em outubro dá-se a estreia do compositor e maestro Ryan Wigglesworth em Portugal, à frente do Remix Ensemble e da Orquestra Sinfónica do Porto, enquanto artista em associação da Casa da Música.

No mesmo mês regressa ao palco da sala Suggia o pianista Benjamin Grosvenor, no ciclo de piano que, até ao final do ano, ainda vai receber o ucraniano Alexander Romanovsky e o sul-coreano Seong-Jin Cho.

A 18 de novembro tem ainda lugar a estreia nacional da peça "Outscape", do francês Pascal Dusapin, compositor em residência da instituição portuense em 2012, que se trata de uma encomenda da Casa da Música, da Chicago Symphony Orchestra, da Stuttgart Opera Orchestra, da Opéra de Paris e da BBC Symphony Orchestra.

No campo das estreias, no dia 02 de dezembro vai ter lugar um concerto de homenagem ao artista Júlio Resende, pela Orquestra Sinfónica do Porto, no qual vai ter estreia mundial a nova peça do jovem compositor em residência deste ano, Luís Neto da Costa, assim como a estreia nacional de "Two Episodes", de Magnus Lindberg, uma encomenda partilhada da Casa da Música, da BBC, da London Phillarmonic Orchestra e do Helsinki Festival.

No âmbito do Fórum do Futuro, cuja programação completa está ainda por anunciar, a Casa da Música vai receber, a 07 de novembro, a conferência "Música Elétrica", com o diretor da Philharmonie de Colónia, Louwrens Langevoort, o diretor do Concertgebow de Amesterdão, Simon Reinink, e o ex-presidente da Deutsche Grammophon Karsten Witt.

António Jorge Pacheco realçou ainda a estreia mundial da versão integral de "Un calendrier révolu", de Emmanuel Nunes, no dia 20 de outubro, no festival de Donaueschingen, na Alemanha, pelo Remix Ensemble.

A temporada entre setembro e dezembro da Casa da Música arranca hoje com o primeiro de dois concertos na avenida dos Aliados: hoje, os Mão Morta voltam a reunir-se com o Remix Ensemble e, no sábado, a Orquestra Sinfónica do Porto vai interpretar peças de Grieg, Tchaikovsky, Joly Braga Santos, entre outros, antes de terminar com dois trechos de "Guerra das Estrelas", do compositor John Williams.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon