Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Terry garante que vai continuar a jogar e surgem algumas hipóteses

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/04/2017 Hugo Monteiro
© Darren Staples/Reuters

Central internacional inglês John Terry, de 36 anos, anunciou que deixará no final de época o seu clube de sempre, o Chelsea, mas que não pensa em deixar para já o futebol.

O central internacional inglês John Terry, de 36 anos, anunciou que deixará no final de época o seu clube de sempre, o Chelsea, mas que não pensa em deixar para já o futebol. "Tenha a sensação de ainda ter futebol em mim, mas compreendo que as oportunidades aqui, no Chelsea, serão limitadas, daí ser tempo para um novo desafio", escreveu o jogador na sua conta social no Instagram, sem revelar qual o futuro.

A imprensa adianta que Terry poderá estar a caminho da China, um novo 'el dorado' para jogadores, Estados Unidos, ou mesmo continuar em Inglaterra, mas em equipas de menor ambição, como o Bournemouth ou o Stoke City.

O jogador, que representou os seniores do Chelsea desde os 19 anos, em 1998, conquistou pelos londrinos quatro títulos na Liga inglesa (2005, 2006, 2010 e 2015), quatro taças de Inglaterra (2007, 2009, 2010 e 2012), três Taças da Liga (2005, 2007 e 2015) e uma Liga dos Campeões (2012).

John Terry foi sempre um admirador de José Mourinho, com quem se cruzou inicialmente em 2005, quando os londrinos contrataram pela primeira vez o português, e foi com o treinador que conquistou o seu primeiro campeonato inglês.

Em outubro, quando o novo clube de Mourinho, o Manchester United, visitou Stamford Bridge, foi público o abraço do central ao treinador português.

instagramhttps://www.instagram.com/p/BTDzdjBjErI/?taken-by=johnterry.26

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon