Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Timor-Leste/Eleições: CNRT remete decisões do partido para conferência nacional

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/07/2017 Administrator

O secretário-geral do Congresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT), segundo mais votado nas legislativas timorenses de sábado, disse hoje que o eleitorado deixou uma mensagem clara de que os líderes do país têm que "trabalhar juntos".

Apesar disso, e depois de um encontro com o Presidente da República, Francisco Kalbuadi remeteu uma decisão sobre a posição do partido no que toca à formação de Governo para uma conferência nacional que se realiza no sábado.

"Isto não tem nada de derrota porque foi uma mensagem muito clara. A mensagem do povo demonstra que temos que trabalhar juntos num ambiente de paz e confiança", afirmou à saída de um encontro com Francisco Guterres Lu-Olo no Palácio Presidencial.

"Não foi uma reunião para formação de Governo, mas para ajudar a criar um ambiente de paz e de confiança entre todos os líderes políticos. Foi uma boa oportunidade e uma honra para o CNRT", explicou.

"Por outro lado permitiu dar parabéns ao povo pela forma pacífica e ordeira como o povo participou nas eleições legislativas", disse.

O gabinete da Presidência da República tinha anunciado à imprensa que o encontro seria com Xanana Gusmão, líder do CNRT, mas quem veio ao palácio foi o secretário-geral do partido, Francisco Kalbuadi.

Sozinho, Kalbuadi chegou ao palácio 30 minutos antes da hora prevista e esteve reunido com Francisco Guterres Lu-Olo cerca de 45 minutos.

Kalbuadi confirmou que o CNRT reúne no sábado uma conferência nacional que fará o rescaldo do partido e aprovará a posição do CNRT em termos de apoio à formação do VII Governo constitucional.

O Presidente da República timorense iniciou hoje uma ronda de contactos com os líderes dos partidos políticos que elegeram deputados nas eleições legislativas de sábado e quando se espera a certificação final dos resultados pelo Tribunal de Recurso.

Mari Alkatiri, secretário-geral da Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin), partido que foi o mais votado nas legislativas (em que conseguiu 23 lugares), foi o primeiro a chegar ao Palácio Presidencial.

Ainda hoje está previsto um encontro com o ex-Presidente da República, Taur Matan Ruak e atual líder do Partido de Libertação Popular (PLP), terceira força mais votada nas eleições de sábado.

Está prevista na quinta-feira uma reunião com a liderança das restantes duas forças com assento parlamentar, o Partido Democrático (PD) e o Kmanek Haburas Unidade Nacional Timor Oan (KHUNTO).

Desde terça-feira a Comissão Nacional de Eleições (CNE) está a realizar a tabulação nacional dos votos, processo que inclui a tomada de decisão sobre os cerca de 200 boletins reclamados durante a contagem.

Os resultados terão ainda que ser certificados pelo Tribunal de Recurso e, só depois disso, na próxima semana, deverão decorrer as reuniões de formação de Governo.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon