Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Timor-Leste/Eleições: Verificação nacional a decorrer com normalidade - CNE

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/07/2017 Administrator

O presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE) timorense, Alcino Baris, disse hoje que o processo de verificação nacional dos votos nas legislativas de sábado está a decorrer com normalidade, permitindo esclarecer vários votos reclamados.

"Está tudo a decorre com normalidade. Depois de conclui até ao município de Covalima, já conseguimos averiguar 43 votos reclamados. Entre 43 votos reclamados, 18 foram considerados nulos, 25 considerados válidos, entre eles 10 para Fretilin, 5 para CNRT e outros 10 para outros partidos", explicou Alcino Baris.

"A CNE tem competência legislativa para apurar as atas nacionais e para esclarecer os votos reclamados. Não se trata de uma recontagem. Apenas se verificam e confirmam as atas, se resolvem os votos reclamados", explicou.

Baris falava em conferência de imprensa quando decorria, numa sala contígua na sede da CNE em Díli, o processo de tabulação nacional dos resultados das legislativas de sábado.

Este é o último passo - que incluir a decisão sobre votos reclamados - antes do envio dos resultados para o Tribunal de Recurso para certificação final.

O presidente da CNE explicou que até às 17:00 se detetaram erros mínimos na tabulação realizada a nível municipal, entre os quais um caso em Aileu, onde houve mais votos do que o número de eleitores que estavam nos cadernos eleitorais.

Informação confirmada pelo Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE) demonstra que isso ocorreu porque os cadernos que foram levados para o centro de votação não tinham a versão mais atualizada do número de eleitores.

Em concreto, excluíam um grupo de cerca de 30 eleitores que cumpriram os 17 anos necessários para votar até ao dia da votação e que, apesar de não terem os seus nomes naquela versão dos cadernos, tinham cartões eleitorais em vigor.

Foi igualmente detetado um pequeno erro entre a ata original e a ata eletrónica num centro de votação em Batugadé, mas com efeitos mínimos no resultado.

Já foi concluído o apuramento nacional nos municípios de Aileu, Ainaro, Baucau, Bobonaro e Covalima, estando a decorrer o de Díli.

A expectativa é de que o apuramento esteja concluído até quinta-feira.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon