Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Tirreno-Adriático: Geraint Thomas redime a Sky

Logótipo de O Jogo O Jogo 09/03/2017 Hugo Monteiro

Ciclista britânico Geraint Thomas apagou o início desastroso da Sky no Tirreno-Adriático, ao vencer isolado a segunda etapa da prova italiana.

O ciclista britânico Geraint Thomas apagou o início desastroso da Sky no Tirreno-Adriático, ao vencer isolado a segunda etapa da prova italiana, que agora é liderada pelo campeão olímpico Greg Van Avermaet (BMC).

Depois de ter entrado com o pé esquerdo no Tirreno-Adriático, a Sky, que nos últimos dias tem enfrentado polémicas relacionadas com doping, redimiu-se da sua performance catastrófica no contrarrelógio por equipas -- perdeu 01.42 minutos para a vencedora BMC e viu a roda de Gianni Moscon desintegrar-se em pleno exercício -- através da exibição de coragem de Geraint Thomas.

© DARIO BELINGHERI/EPA

O duplo vencedor da Volta ao Algarve (2016 e 2016) fez uso da sua combatividade para ser o mais eficaz na sucessão de ataques que marcaram os quilómetros finais dos 228 entre Camaiore e Pomarance, chegando isolado à meta, com o tempo de 05:51.44 horas.

"O meu ataque não foi planeado. Só queríamos estar bem posicionados na parte íngreme da subida [a cinco quilómetros da meta]. Impusemos um ritmo elevado e quando o Bob [Jungels] atacou, senti-me bem e o Kwiato [Michal Kwiatkowski] disse pelo rádio "tenta a tua sorte, foi o que fiz", resumiu o galês, que chegou com nove segundos de vantagem sobre o primeiro pelotão, fechado pelo português Rui Costa (UAE Team Emirates), na 42.ª posição.

Quarto na meta, atrás do holandês Tom Dumoulin (Sunweb)) e do eslovaco Peter Sagan (Bora-hansgrohe), o belga Greg Van Avermaet assumiu a liderança da geral, 'roubando' o primeiro lugar ao italiano Damiano Caruso, seu colega na BMC.

O campeão olímpico tem três companheiros atrás de si na geral, com o australiano Rohan Dennis a ser segundo e o norte-americano Tejay Van Garderen terceiro, num 'top 4' sem diferenças de tempo fechado pelo anterior líder.

Rui Costa é o melhor português na geral, depois de 'pular' 49 lugares até ao 31.º posto, estando a 01.08 minutos de Greg Van Avermaet, enquanto Nelson Oliveira, que hoje foi 88.º classificado, a 07.09 minutos de Thomas, caiu para a 80.ª posição e está a 07.21 minutos do líder.

Na sexta-feira, o pelotão cumpre 204 quilómetros entre Monterotondo Marittimo e Montalto di Castro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon