Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Torre-varanda-mirante do museu de Arte Sacra do Funchal recuperada será visitável

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/09/2017 Administrator

A torre-varanda-mirante do museu de Arte Sacra do Funchal (MASF) foi recuperada por 21 mil euros e englobou a conservação e restauro de um painel de azulejos do século XVIII, permitindo agora que seja visitável.

"O grande restauro consistiu na recuperação do painel de azulejos, para além de obras de conservação (pintura e carpintarias) ao nível dos acessos e espaços adjacentes à torre", explicou à Lusa o diretor do espaço, João Henrique Silva.

Depois destas obras, que decorreram entre maio e junho, a torre poderá ser visitável, já que o seu percurso não faz parte, neste momento, da oferta museológica, ou seja, não está integrada no roteiro de visita do museu, algo que o responsável assegura mudar em breve.

"Daqui a dias esse acesso será disponibilizado mediante bilhete próprio, até porque, oportunamente, as duas salas adjacentes à varanda serão aproveitadas para a realização de exposições temporárias e outras atividades da programação do museu", explicou.

As obras tiveram como objetivo promover a estabilidade física e química dos materiais constituintes dos painéis azulejares, travando os processos de degradação existentes e, do ponto de vista estético, a implementação de soluções em concordância com as suas características, localização e função e foram hoje inauguradas pelo bispo do Funchal.

"Este restauro vem qualificar e enriquecer a oferta que o museu disponibiliza ao público visitante, na sua imensa maioria constituído por turistas", afirma, recordando que "em 2016 o museu teve 16.500 visitantes, mais 3.000 que em 2015".

Na varanda pode-se observar o painel azulejar azul e branco, típico do período de produção das Oficinas de Lisboa do segundo quartel do século XVIII, surgindo aqui a representação alegórica das três virtudes teologais: Fé, Esperança e Caridade.

A torre-varanda-mirante, dotada normalmente de um monóculo, é um espaço arquitetónico típico dos palacetes urbanos madeirenses do século XVIII, destinado inicialmente à observação dos navios que entravam e saíam da baía do Funchal.

Inspirado nesta tipologia, a torre do edifício do MASF foi essencialmente um espaço vocacionado para o repouso e contemplação da paisagem, pelos bispos que por ali viveram até finais do séc. XIX.

Após a destruição do paço episcopal primitivo (séc. XVIII), pelo terremoto de 1748, esta torre foi erigida no novo edifício, em 1750.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon