Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Tottenham volta à carga por Adrien Silva

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/07/2017 Alcides Freire

Bruno de Carvalho mantém-se firme na intenção de não abdicar do capitão por verba inferior a 30 milhões. Os "spurs" já tinham oferecido 20 milhões de euros, perspetiva-se agora contas mais aproximadas.

Tottenham e Sporting vão voltar a conversar, esta semana, sobre a possibilidade de Adrien prosseguir a sua carreira no emblema londrino. Segundo O JOGO apurou, está prevista uma nova reunião nos próximos dias entre responsáveis da SAD liderada por Bruno de Carvalho e os representantes do jogador - concretamente a Stellar Group -, devidamente acompanhados por um emissário do Tottenham, sendo que a perspetiva é a de que haja uma aproximação entre as exigências que estão a ser efetuadas pelo Sporting para transferir o seu capitão e aquela que tem sido a disponibilidade financeira assumida pelo Tottenham para concretizar o negócio.

Nesse aspeto, os ingleses estão devidamente informados de que Bruno de Carvalho admite uma negociação em torno dos 30 milhões de euros, verba que, até ver, tem sido considerada excessiva pelos londrinos, os quais, recorde-se, já tinham colocado em cima da mesa a disponibilidade para avançar com 20 milhões de euros pelo jogador, montante que foi prontamente recusado pelos dirigentes leoninos. As conversas em torno da possibilidade de negócio têm sido mantidas com a premissa de que é necessário encontrar formas de compensar e aproximar exigências, surgindo a colocação de mais cinco milhões de euros por objetivos, aumentando a verba fixa, como uma das hipóteses a seguir. O Sporting, pese os 28 anos de Adrien, joga com o facto de este ter sido titular em dois jogos da Seleção Nacional na última edição da Taça das Confederações, tendo mesmo concretizado a grande penalidade que ditou a vitória sobre o México na disputa pelo terceiro lugar na prova - na qual disputou quatro jogos, realizando 254 minutos nos quais apontou um golo.

citacaoAdrien deixou em aberto a possibilidade de sair no final da última Taça das Confederações, apontando a Inglaterra

No final dessa mesma competição, recorde-se, Adrien demonstrou abertura para deixar Alvalade, mencionando mesmo Inglaterra como o destino preferido, pois, como advogou referindo-se aos jogadores, "é reconhecidamente onde estão os melhores". A mudança esteve prestes a acontecer na temporada transata quando o Leicester avançou com os ditos 30 milhões de euros no final do mês de agosto, os quais não chegaram na altura para que o acordo fosse concretizado. Agora, além do Tottenham, que enfrenta ainda alguma indefinição em torno da constituição do seu meio-campo, também o Everton tem surgido como emblema atento à evolução do jogador, facto que levou a uma sondagem junto da SAD para saber as condições de uma eventual negociação. Adrien tem contrato até 2020 e uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros.

© Fábio Poço/Global Imagens

Bruno Fernandes foi escolhido para o lugar

Percebendo que é em torno de Adrien que se concentra grande parte das possibilidades de negócio no que diz respeito a encaixes financeiros avultados, a SAD liderada por Bruno de Carvalho avançou para a contratação de Bruno Fernandes, precisamente contando com este para o posto do capitão leonino. O investimento de 8,5 milhões de euros no antigo médio da Sampdória é um sinal claro de que o internacional sub-21 chega para jogar, ele que também pode jogar na posição mais próxima do avançado, para a qual entrou no particular com o Belenenses.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon