Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Três mil receberam o Benfica no terminal de Figo Maduro

Sportinveste 02/05/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia
Três mil receberam o Benfica no terminal de Figo Maduro © Sportinveste Multimédia Três mil receberam o Benfica no terminal de Figo Maduro

Cerca de três mil pessoas receberam, em festa, o Benfica à saída do terminal de Figo Maduro, em Lisboa, com os habituais cânticos e “pintando” a noite de vermelho nas celebrações da passagem à final da Liga Europa.

Em Lisboa, já de madrugada, adeptos e adeptas dos oito aos 80 anos fizeram questão de esperar por treinadores e jogadores “encarnados”, depois do nulo alcançado perante a Juventus, em Turim, que permite regressar à final da segunda da prova da UEFA pelo segundo ano consecutivo.

Depois de cerca de três horas de viagem de avião, o treinador Jorge Jesus e companhia “aterraram” na capital portuguesa pouco depois das três da manhã e, quando o relógio já apontava para as quatro, finalmente apareceram dentro do habitual autocarro do clube na zona de saída do terminal de Figo Maduro, anexo ao aeroporto de Lisboa.

Ao som de o “campeão voltou”, subitamente o céu ficou colorido de vermelho, devido às tochas e fumos que alguns adeptos lançaram, e o autocarro do Benfica foi completamente rodeado em clima de euforia.

Com os habituais cânticos de apoio à equipa, e também alguns de teor ofensivo para a UEFA e para o seu presidente, o francês Michel Platini, o autocarro “encarnado” demorou ainda cerca de meia hora para sair do local e entrar na segunda circular, em direção ao Estádio da Luz, tal foi o aparato à sua volta.
Antes, enquanto esperavam pelos “heróis” de Turim, os adeptos foram fazendo a festa, uns a pedir o “poker” esta época, como era notório em alguns cartazes, outros a jurar amor eterno ao clube.

Entre cachecóis, bandeiras e algumas perucas imitando o cabelo de Jorge Jesus, os adeptos recordaram ainda Eusébio e Coluna, duas figuras históricas do emblema da Luz que falecerem no início deste ano, e também o húngaro Miklos Feher, que morreu em 2004, quando tinha apenas 24 anos de idade.

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon