Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Trabalhadores da Jado Ibérica, Braga, em greve por aumentos salariais

Logótipo de O Jogo O Jogo 28/07/2017 Administrator

Os trabalhadores da fábrica Jado Ibéria, de Braga, cumpriram hoje o segundo dia de greve parcial, em forma de protesto contra o "reduzido" aumento salarial, informou fonte sindical.

Carlos Cruz, do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Norte, disse à Lusa que a empresa procedeu, este ano, a aumento salarial de "apenas" 1,5%, quando o exigido no caderno reivindicativo era de três por cento.

"O aumento fica muito aquém do que nós reivindicamos, sendo que o que reivindicamos até nem era nada por aí além", referiu.

O dirigente sindical frisou que a empresa "tem todas as condições para se aproximar" do exigido aumento dos 3 por cento.

Segundo Carlos Cruz, na quinta-feira a greve foi de três horas e meia e hoje de quatro horas e meia.

A adesão, adiantou, foi "praticamente de 100 por cento no setor da produção", onde laboram cerca de 70 trabalhadores.

A Lusa contactou a administração da empresa, que se escusou a fazer qualquer comentário sobre a greve.

A Jado Ibéria é uma fábrica de produtos sanitários.

Entretanto, a CDU de Braga, em comunicado, já se manifestou solidária com os trabalhadores da empresa.

"A CDU reafirma a sua total disponibilidade para permanecer ao lado dos trabalhadores nas suas justas lutas e reivindicações, por melhores condições de trabalho e de vida", refere o comunicado.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon