Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Trabalhadores da PT pedem que presidente da Câmara do Funchal use boa relação com PM

Logótipo de O Jogo O Jogo 01/08/2017 Administrator

O Sindicato Nacional dos Trabalhadores das Telecomunicações e Audiovisual (SINTTAV) pediu hoje ao presidente da Câmara do Funchal que use o "bom relacionamento com o primeiro-ministro" para resolver o "pesadelo" que estão a viver os trabalhadores da PT Portugal.

"O objetivo da reunião com o presidente da Câmara do Funchal foi no sentido de lhe pedir que aproveite a relação excelente que tem com o primeiro-ministro, António Costa, para ver se é possível alterar a má aplicação de artigos da legislação feitos por Pedro Passos Coelho", disse o dirigente sindical Baptista Monteiro à agência Lusa.

O SINTTAV e representantes de outras organizações representativas de trabalhadores (ERT´s) do setor reuniram hoje com Paulo Cafôfo para alertar para o problema causado pela pretensão da PT Portugal de "transferir funcionários para empresas participadas, inclusive uma que tem salários em atraso".

Em 30 de junho foi tornado público que a PT Portugal iria transferir 118 trabalhadores para a empresa do grupo Altice - Tnord e a Sudtel - e ainda para a Visabeira, utilizando a figura de transmissão de estabelecimento, cujo processo estará concluído no final deste mês.

Antes, no início de junho, a operadora, comprada pelo grupo francês Altice há dois anos, tinha anunciado a transferência de 37 trabalhadores da área informática da PT Portugal para a Winprovit.

"Quisemos juntar a voz do presidente da Câmara do Funchal a outras a quem entregámos o documento, para ver se junto do poder central alteram esta situação", sustentou.

O sindicalista considerou que os trabalhadores da PT Portugal "estão a viver um autêntico pesadelo" e "querem ver-se livres deste cutelo sobre as suas cabeças".

Baptista Monteiro disse ter sentido "uma abertura excelente" por parte do autarca funchalense para este problema.

"Atrevo-me a dizer que foi o político que mais abertura mostrou e garantiu-nos -- pareceu sincero -- que ia aproveitar a boa relação com António Costa" para abordar este problema.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon