Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Trabalhadores do aeroporto de Barcelona votam proposta de aumento salarial no domingo

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/08/2017 Administrator

O comité de greve da Eulen convocou para domingo uma nova reunião para que os trabalhadores do Aeroporto de El Prat (Barcelona) votem a proposta de aumento salarial da Generalitat, de 200 euros mensais, em 12 salários.

A assembleia, hoje decidida, terá lugar no domingo, o que coincide com uma nova jornada de greves parciais em El Prat e será a segunda em quatro dias, depois de na quinta-feira os empregados da empresa de segurança Eulen terem rejeitado a proposta da Generalitat, que tinha sido aceite pela empresa, e optaram, entre quatro opções apresentadas, por um aumento salarial de 250 euros em 15 vezes.

O Governo e a Generalitat tinham criticado a atitude do comité por colocar na mesa não só a proposta da Generalitat, como também outras três opções, e exigido a convocatória de uma nova assembleia para votar unicamente a abordagem de mediação.

Numa reunião de urgência celebrada esta tarde, os membros do comité de greve decidiram convocar outra assembleia e submeter a votação de forma exclusiva a proposta da Generalitat, apesar de defender a legalidade da votação de quinta-feira.

Entretanto, mantêm-se as paralisações parciais previstas para domindo e a convocatória de greve indefinida de 24 horas a partir de segunda-feira, dia 14 de agosto.

Para resolver as longas filas que este conflito laboral esta a provocar no aeroporto de Barcelona, o ministro das

Obras Públicas, Íñigo de la Serna, anunciou hoje que a Guardia Civil irá reforçar a sua presença em El Prat e assumirá funções no controlo de passageiros para garantir a orde, e a segurança nas instalações aeroportuárias.

De la Serna disse ainda que o Governo, em colaboração com a Generalitat, prevê iniciar o procedimento para estabelecer uma arbitragem de cumprimento obrigatório que ponha fim ao conflito entre a direção e os trabalhadores da Eulen.

Se os trabalhadores da Eulen aceitarem no domingo a proposta da Generalitat, as greves serão desconvocadas, mas se votarem 'não' na segunda-feira terá lugar o início de uma greve indefinida, o que agravará a situação.

Os passageiros do aeroporto de El Prat têm enfrentado longas filas desde 04 de agosto, data em que os trabalhadores da empresa iniciaram greves parciais para exigir melhores condições de trabalho.

Os 360 trabalhadores da multinacional Eulen no aeroporto de Barcelona rejeitaram na quinta-feira um aumento de salário de 18% e votaram favoravelmente uma greve ilimitada a partir de segunda-feira.

O tráfego de passageiros aumentou mais de 60% entre 2009 e 2016 no aeroporto Barcelona-El Prat, o segundo de Espanha a seguir ao de Madrid.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon