Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Transferência de CR7 ainda renderia aos cofres do Sporting. E do Nacional

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/06/2017 Alcides Freire

Nova venda do português significaria encaixe inesperado para os cofres leoninos

Em 2009, quando Cristiano Ronaldo trocou Manchester por Madrid, numa transferência feita por 94 milhões de euros, o Sporting encaixou cerca de 2,5 milhões de euros, fruto do mecanismo de solidariedade da FIFA que garante que os clubes formadores dos jogadores recebam uma percentagem do valor da transferência.

© Vítor Rios / Global Imagens

Ora isso pode repetir-se agora e o Sporting pode, 14 anos depois de Ronaldo ter deixado o clube, voltar a faturar com o jogador. Assim, os leões terão direito a 2,25% do montante total de uma transferência do goleador do Real Madrid, por isso é uma questão de fazer contas aos montantes falados.

Indo a contas redondas, caso o negócio se fizesse por 100 milhões de euros, os cálculos eram fáceis. Para os cofres de Alvalade seguiriam, sem qualquer trabalho para o Sporting, 2,25 milhões de euros. Porém, os números falados são mais altos que estes. Em Inglaterra fala-se de uma proposta, por parte do Manchester United, a rondar os 180 milhões de euros pelo português. Nesse caso, a SAD leonina já poderia encaixar um valor ligeiramente superior a quatro milhões de euros.

Mas a distribuição de verbas não se quedaria ao Sporting. O mecanismo da FIFA estipula a que 5% da verba seja distribuída. O Sporting receberia 2,25%, mas o Manchester United também teria direto a uma percentagem, 2,5% para ser mais exato. Ou seja, o clube inglês pagaria ao Real Madrid que, por sua vez, teria de encaminhar uma verba de novo para Inglaterra.

Mas também o Nacional da Madeira teria direito a receber por uma possível transferência de Ronaldo. O jogador passou pela Choupana antes de rumar a Alvalade, pelo que o clube encaixaria os restantes 0,25%. Numa transferência de 180 milhões de euros, seriam cerca de 450 mil euros a rumar à Madeira.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon