Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Transportadora rodoviária da cidade moçambicana da Matola despede 140 trabalhadores

Logótipo de O Jogo O Jogo 09/10/2017 Administrator

A Empresa Municipal de Transportes Públicos da Matola (EMTPM), na província de Maputo, sul de Moçambique, vai despedir 140 trabalhadores, estimando em 30 milhões de meticais (418 mil euros) o montante necessário para pagar as indemnizações.

O administrador da EMTPM, Eliado Jossias, disse hoje ao diário O País que a transportadora reduziu a mão-de-obra para 147 trabalhadores, no âmbito de um plano de contenção de custos.

"Redimensionamos a mão-de-obra, suspendemos 140 trabalhadores e ficámos com 147. Neste momento, vamos focalizar-nos na rentabilização da empresa", disse Eliado Jossias.

Jossias adiantou que a empresa recebeu hoje quatro autocarros, aumentado a sua frota para 16 unidades.

O administrador da EMTPM disse que, por sua vez, o município de Maputo recebeu três autocarros, passando a contar com 60 veículos.

Os autocarros foram fornecidos pela Matchedje Motors, uma firma de fabrico de veículos montada em Moçambique com capitais chineses.

Em novembro, vão chegar ao país 100 autocarros novos, de um conjunto de 300 destinados a reforçar a frota de transportes públicos nas cidades do país.

As principais cidades moçambicanas são assoladas por uma grave crise de transporte, levando operadores privados a recorrer a camionetas para o transporte de passageiros.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon