Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Treinador do Rio Ave garante equipa “imune a euforias desmedidas”

Logótipo de LusaLusa 08/09/2017 Jose Pedro Gomes
HUGO DELGADO/LUSA © LUSA / HUGO DELGADO HUGO DELGADO/LUSA

Vila do Conde, Porto, 08 set (Lusa) - O treinador do Rio Ave, Miguel Cardoso, afirmou hoje que a sua equipa está "imune a euforias desmedidas", aludindo ao facto de a formação vila-condense poder conseguir superar o seu melhor arranque de sempre na I Liga de futebol.

Se a formação da foz do Ave pontuar no sábado frente ao Marítimo, na Madeira, supera o melhor registo pontual da história do clube nas primeiras cinco jornadas do campeonato, conseguido em 2014/15, então sob comando do treinador Pedro Martins, algo que Miguel Cardoso diz não ser o principal objetivo.

"Ninguém é imune a perceber o que vai acontecendo semana após semana, mas somos imunes a euforias desmedidas que possam desfocar o grupo e o clube para o que temos definido para esta época", disse o técnico do Rio Ave, que na ronda anterior impôs um empate (1-1) ao Benfica, campeão das últimas quatro épocas.

O treinador não considera que haja uma" motivação extra" para atingir essa marca histórica no clube, embora admita a ambição para tal.

"Se disser que há uma motivação extra para tal estaria a reconhecer que, nos outros jogos, essa motivação não estava no máximo, e sempre senti que esteve no topo, como estará, indiscutivelmente, para esta partida", analisou o treinador do Rio Ave.

Sobre o adversário deste sábado, Miguel Cardoso falou num Marítimo "que tem uma excelente equipa, recheada de bons jogadores, e uma forma jogar muito própria e eficaz", desvalorizando as notícias que dão conta de um alegado mau estado do relvado do estádio dos madeirenses.

"As condições do relvado nunca servirão para nos desviar do caminho que temos traçado. Aliás, isso foi muito pouco falado entre nós, até porque tenho a expectativa de que ao longo desta última semana a situação tenha sido melhorada", confessou.

O treinador do Rio Ave foi ainda instado a comentar o sorteio da Taça da Liga, que colocou a sua formação no grupo D, juntamente com Leixões, FC Porto e Paços de Ferreira.

"Havia outros contextos que nos podiam ter calhado. Teremos dois jogos fora, um no Dragão que será um desafio brutal, e outro em Paços de Ferreira, que é sempre muito difícil. Iremos encarar esta competição com o mesmo espírito das outras", analisou Miguel Cardoso.

A equipa vila-condense partiu já hoje para a Madeira, mas não foi divulgada a lista de convocados, não havendo, igualmente, informações sobre impedimentos por lesão.

O Rio Ave, que se mantém invencível no campeonato, ocupando o quarto lugar com dez pontos, joga este sábado no reduto do Marítimo, quinto com nove, numa partida agendada para as 18:15, que terá arbitragem de Bruno Esteves, da Associação de Futebol de Setúbal.

JPYG // PA

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon