Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Tribunal nos EUA abre caminho a que imigrante adolescente detida possa abortar

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/10/2017 Administrator

Um tribunal de recurso nos Estados Unidos anulou hoje a decisão de uma instância inferior que impedia uma imigrante adolescente de 17 anos, sob custódia federal no Texas (sul), de fazer um aborto.

A decisão do Tribunal de Recurso para o Distrito de Colúmbia abre caminho a que a jovem possa fazer o procedimento, que tinha sido impedido, pelo menos temporariamente, por um painel de três juízes.

O painel de três juízes decidiu na sexta-feira dar mais tempo ao governo para continuar a tentar libertar a jovem, que se encontra internada numa instituição no Texas, para que esta pudesse fazer o aborto, mas sem estar sob custódia governamental.

A decisão dos três juízes, na sexta-feira, passou com uma votação de 2-1 e, na prática, dava ao governo até 31 de outubro para deixar a jovem sob encargo de um "sponsor" -- como por exemplo um familiar adulto a residir nos Estados Unidos. Só nessa circunstância a adolescente poderia fazer o aborto.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon