Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Trump favorável a que filho explique no Congresso reunião com advogada russa

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/07/2017 Administrator

O Presidente norte-americano garantiu hoje que desconhece que a reunião do seu filho com uma advogada ligada ao Kremlin tenha sido sobre a sua rival Hillary Clinton, mostrando-se favorável a que Donald Junior testemunhe diante do Congresso.

Em declarações feitas na quarta-feira por Donald Trump durante o voo até Paris para celebrar o dia da tomada da Bastilha, hoje divulgadas pela Casa Branca, o chefe de Estado disse ser a favor de o filho ir explicar a reunião com a advogada russa Natalia Veselnitskaya ao Congresso, "se for isso o que quer" a câmara, que está a investigar a alegada intervenção da Rússia nas eleições de 2016.

A polémica sobre as intenções do governo russo para interferir nas eleições presidenciais norte-americanas e para penalizar os resultados da democrata Hillary Clinton intensificou-se depois de se saber este fim de semana que Donal Trump Jr. se reuniu em junho do ano passado com uma advogada vinculada ao Kremlin.

Na preparação da reunião, um publicitário relacionado com os Trump informou-os de que a advogada teria segredos a revelar-lhes sobre Clinton que tinham sido recolhidos pelo governo russo para ajudar Donald Trump a chegar à presidência dos Estados Unidos da América.

Nas declarações que foram hoje tornadas publicas, o Presidente norte-americano, Donald Trump, disse desconhecer que a reunião tenha sido sobre informação para atacar Hillary Clinton, o que teria sido contra as leis eleitorais e devia ter sido comunicado ao FBI.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon