Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Trump fecha as portas aos Warriors e Curry responde: "Não é o que fazem os líderes"

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/09/2017 Alcides Freire

Donald Trump retirou o convite aos Golden State Warriors, depois de Stephen Curry ter manifestado oposição à visita da equipa à residência oficial do presidente dos Estados Unidos da América, na sequência do título da NBA conquistado na época passada

Stephen Curry respondeu ao comentário de Donald Trump no Twitter, que dava conta da retirada do convite enviado aos Golden State Warriors para visitarem a Casa Branca. O base norte-americano classificou a decisão de "surreal", traçando até comparações com o anterior presidente, Barack Obama.

© Fornecido por O jogo

"É surreal, para ser honesto. Eu não sei por que é que ele sente a necessidade de apontar o alvo certos indivíduos, em detrimento de outros. Não é isto que os líderes fazem. Eu joguei golfe com o presidente Obama. Tenho a certeza que não terei um convite durante este regime", atirou Curry, em declarações recolhidas pela imprensa norte-americana.

Recorde-se que Trump retirou o convite aos Golden State Warriors perante as dúvidas do base da equipa orientada por Steve Kerr. "Visitar a Casa Branca é uma grande honra para uma equipa do campeonato. Stephen Curry tem dúvidas, por isso retira-se o convite", afirmou Trump numa mensagem publicada na rede social Twitter.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon