Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Turan anuncia abandono da seleção, após ter sido expulso por agredir jornalista

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/06/2017 Hugo M. Monteiro

Arda Turan anunciou a decisão, em conferência de imprensa

O futebolista do Barcelona Arda Turan anunciou o abandono da seleção turca de futebol, depois de ter sido expulso da concentração da equipa nacional pelo selecionador, Fatih Terim.

"Fiz coisas erradas envergando o uniforme da seleção. Ponho, por isso, fim à minha carreira na seleção", afirmou o jogador em conferência de imprensa.

Arda Turan foi expulso da concentração da equipa nacional turca, depois de o médio do Barcelona agredir um jornalista no avião que transportava a equipa.

De acordo com a imprensa turca, a agressão registou-se no voo que transportava a seleção para Trieste, de onde a seleção partirá para enfrentar no domingo a Eslovénia.

O diário turco Hürriyet relata que Turan agrediu repetidamente o jornalista, acusando-o de escrever mentiras sobre ele e outros jogadores.

Em particular, o jogador apontou textos do jornalista dando conta de alegadas exigências remuneratórias suas e de outros jogadores da seleção.

© TOLGA BOZOGLU

Hoje, Arda Turan tinha-se defendido na rede social Instagram, qualificando o seu comportamento como "sincero, honrado e nobre".

A Associação de Jornalistas Desportivos da Turquia condenou, entretanto, o jogador, considerando "totalmente inaceitável" a agressão.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon