Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Turismo de Portugal desafia turistas a participar em campanha sobre a região Centro

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/07/2017 Administrator

O Turismo de Portugal desafiou hoje os portugueses a participarem com vídeos numa campanha de promoção turística sobre a região Centro, recentemente afetada por incêndios, podendo as gravações serem incluídas em filmes temáticos feitos por quatro realizadores.

De acordo com o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, a campanha insere-se num plano de reforço da promoção turística no centro do país, na sequência dos incêndios de junho, e pretende dar visibilidade à quantidade de coisas que ainda há para fazer na região.

"Temos estado a apostar na promoção do destino. Do muito que há para fazer no destino. Não só na perspetiva cultural, da gastronomia e da excelente oferta hoteleira que existe, mas também na perspetiva da natureza, dos percursos a pé, dos percursos de bicicleta, nos rios, etc.", afirmou.

No âmbito da campanha, foram feitos convidados os realizadores Diogo Morgado, Edgar Pêra, Pedro Varela e Ruben Alves para realizarem filmes que mostrem a sua interpretação da região Centro de uma maneira inovadora, segundo os temas "Natureza", "Amizade", "Paixão" e "Aventura".

"Quisemos que isto fosse também uma obra partilhada entre os portugueses e os realizadores. O que eles vão fazer é usar 'takes' de portugueses anónimos que queiram participar, vão utilizar imagens deles próprios e o resultado vai ser um vídeo específico de promoção da região Centro. Portanto, são quatro vídeos, um para cada tema", explicou.

Para participar, os turistas podem, até 30 de agosto, inserir na plataforma Glymt pequenos vídeos realizados com o telemóvel, que podem ser de paisagens, de pessoas, de uma festa, de floresta, de rios ou de qualquer coisa sobre o centro do país.

"Os melhores 'takes' vão ser escolhidos pelos realizadores e nós vamos pagar 50 euros [aos autores], através da plataforma", disse.

O objetivo é mostrar a variedade e o muito que há para fazer do ponto de vista turístico na zona, que "registou algumas quebras de procura" após os grandes incêndios que em junho afetaram cinco concelhos, concluiu.

Os quatro filmes serão divulgados sobretudo em todas as plataformas 'online' do Turismo de Portugal.

Dois grandes incêndios começaram no dia 17 de junho em Pedrógão Grande e Góis, tendo o primeiro provocado 64 mortos e mais de 200 feridos. Foram extintos uma semana depois.

Estes fogos terão afetado aproximadamente 500 habitações, 169 de primeira habitação, 205 de segunda e 117 já devolutas. Quase 50 empresas foram também afetadas, assim como os empregos de 372 pessoas.

Os prejuízos diretos dos incêndios ascendem a 193,3 milhões de euros, estimando-se em 303,5 milhões o investimento em medidas de prevenção e relançamento da economia.

Mais de dois mil operacionais estiveram envolvidos no combate às chamas que consumiram 53 mil hectares de floresta, o equivalente a cerca de 75 mil campos de futebol.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon