Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Twitter recusa publicidade de meios de informação patrocinados pelo Estado russo

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/10/2017 Administrator

A rede social Twitter anunciou hoje que vai recusar publicidade de dois meios de informação patrocinados pelo Estado russo, RT e Sputnik, acusados pela espionagem norte-americana de tentativa de interferência nas eleições presidenciais dos EUA de 2016.

A empresa, sediada em San Francisco, no Estado da Califórnia, informou também que vai doar as receitas recebidas da RT, que era conhecida como Russia Today, e Sputnik para financiar investigação, a que seja alheia, sobre eleições e envolvimento cívico.

A Twitter estima que recebeu 1,9 milhões de dólares (1,6 milhões de euros) destas fontes desde 2011.

Dirigentes das empresas Twitter, Google e Facebook devem testemunhar, na próxima semana, no Congresso, a propósito da interferência russa nas eleições de 2016.

Fonte da Twitter já anunciou que a empresa vai divulgar mais informação sobre anúncios políticos.

A porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova, afirmou à agência noticiosa estatal RIA Novosti que a decisão da Twitter é "mais um passo agressivo" no sentido de bloquear a RT, admitindo que possa haver retaliação.

"Claro, vai haver uma resposta" russa, afirmou.

Na sua página na Internet, a Sputnik noticiou que a sua editora Margarita Simonyan classificou a decisão da Twitter como "lamentável".

Também neste sítio, a RT reagiu, alegando que "nunca esteve envolvida em qualquer atividade 'online' ilegal" e que "nunca seguiu uma agenda de influenciar as eleições nos EUA através de quaisquer plataformas, incluindo a Twitter".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon