Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

UE ameaça Coreia do Norte com novas sanções

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/07/2017 Administrator

A União Europeia (UE) e o Japão consideram que a Coreia do Norte representa "uma ameaça cada vez maior" e ameaçam reforçar as sanções, segundo a declaração conjunta divulgada após a cimeira UE-Japão, que hoje decorreu em Bruxelas.

"Concordamos que a Coreia do Norte, uma prioridade de topo na agenda internacional, cada vez mais representa novos níveis de ameaça à paz e segurança internacionais", salientam os presidentes do Conselho Europeu, Donald Tusk, da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

No comunicado, os três líderes condenam "nos mais fortes termos" os contínuos ensaios nucleares e o lançamento de mísseis balísticos por Pyongyang, incluindo "o recente lançamento de um míssil balístico com possível alcance intercontinental, em flagrante violação das múltiplas resoluções do Conselho de Segurança da ONU".

"Estamos dispostos a reforçar as medidas destinadas a reforçar ainda mais a transferência de itens relevantes e tecnologias e financiamento para os programas de mísseis nucleares e balísticos da Coreia do Norte e, para esse fim, pedimos a adoção precoce de uma nova e abrangente Resolução do Conselho de Segurança da ONU", salienta a declaração.

Em 04 de abril, a UE reforçou as sanções contra o regime de Pyongyang, proibindo o investimento em setores como indústria armamentista convencional, metalúrgica, metalúrgica e aeroespacial e a prestação de determinados serviços a pessoas ou entidades da Coreia do Norte, como serviços de informática e serviços relacionados à mineração e a fabricação na indústria química e mineira.

A UE acrescentou também quatro pessoas -- para um total de 41 -- à lista de nomes sobre os quais pesam medidas restritivas, estando, por exemplo, proibidas de entrar na UE.

Sete entidades viram os seus bens congelados.

As medidas restritivas da UE contra a Coreia do Norte foram introduzidas em 22 de dezembro de 2006.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon