Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

União dá os primeiros passos sem obsessão pela subida

Logótipo de O Jogo O Jogo 29/06/2017 Hugo Monteiro

União da Madeira, equipa da II Liga portuguesa de futebol, deu início aos trabalhos para a temporada 2017/2018.

O União da Madeira, equipa da II Liga portuguesa de futebol, deu início aos trabalhos para a temporada 2017/2018 com os habituais exames médicos. Para o diretor desportivo do clube madeirense, Edgar Rodrigues, o projeto para esta nova temporada passa por "consolidar o União da Madeira em termos organizacionais", tendo sempre em mente "realizar mais-valias, tornando o clube independente financeiramente".

Apesar de ter havido uma grande reformulação no plantel, transitam doze atletas da época transata. "Havia jogadores para os quais o clube não tinha condições financeiras para segurar. Alguns tiveram propostas de equipas da I Liga, outros de melhores condições financeiras, os quais não conseguimos segurar", justificou.

Edgar Rodrigues assegurou que o União da Madeira "não será das equipas com um dos orçamentos mais altos da II Liga", mas tendo também "consciência de que os orçamentos não ganham campeonatos".

Edgar Rodrigues sublinhou que os reforços foram "criteriosamente escolhidos, não só em termos de valia desportiva, mas também de caráter", tendo com objetivo "ter uma equipa com compromisso e dedicação para lutar jogo a jogo para vencer".

Paulo Alves foi o treinador escolhido pelo clube para substituir Jorge Casquilha. O dirigente do União da Madeira considerou que o novo técnico tem um perfil "muito válido", integrando-se "projeto desportivo".

A subida à I Liga não é uma obsessão "nem poderá ser", como afirmou. "Muitas equipas cometem erros para rapidamente chegarem à I Liga", considerou. O que o União da Madeira pretende "é criar uma estrutura capaz de estar preparada para quando lá chegar".

Assim, para já, o grande objetivo "é ficar o mais acima possível, no primeiro terço da tabela, pois o clube não pode "competir com outras equipas em termos de orçamentais".

O União da Madeira irá "pensar a curto prazo, jogo a jogo e no final, serão feitas as contas", considerando que já existe "uma cultura de vitória e de exigência no clube".

© Reprodução/Facebook

Edgar Rodrigues lembra que na temporada passada "aguentaram com o embate da descida" que "causou imensos problemas", embora tenha conseguido terminar numa "posição muito meritória [3.º lugar]", mostrando esperanças que este ano, "os resultados desportivos surjam mais rapidamente do que aconteceu no ano passado".

O plantel ainda não está fechado, estando prevista a chegada de mais quatro jogadores, para além de dois jogadores da formação, o defesa norte-coreano Ham Hwi-Jin e o avançado brasileiro Renato Matos, que hoje efetuaram os testes médicos, integrando a pré-temporada.

Por seu turno, o médio defensivo Sérgio Marakis, um dos jogadores que transitou da época passada, afirmou que irá dar sempre o que tem, "para que o amanhã seja sempre melhor", tentando ajudar o clube "a ficar o mais acima possível".

Esta temporada terá uma equipa nova e um novo treinador. Isso não retira "ambição para tentar vencer jogo a jogo, embora sem a obsessão de atingir a I Liga".

Sérgio Marakis assegurou que "os novos jogadores serão bem recebidos", como ele próprio foi na época passada, mostrando-se ansioso por "trabalhar com Paulo Alves um técnico com historial e é com ele que vamos à guerra".

Paulo Alves terá como treinador adjunto José Viterbo, que acumulará com as funções de Coordenador da Formação e treinador da equipa B, preparador físico Ricardo Vaz e o treinador de guarda-redes Bruno Freitas que transita da equipa técnica anterior.

Os exames médicos decorrem nas manhãs de hoje e sexta-feira, dia em que será efetuado o primeiro treino de campo, pelas 17:00, no Complexo Deportivo do Vale Paraíso, na Camacha.

O União da Madeira tem agendado o primeiro teste para 15 de julho, com o Câmara de Lobos, equipa da Divisão de Honra da Madeira, que terá lugar no seu complexo desportivo.

Plantel provisório para 2017/2018:

- Guarda-redes: José Chastre, Tony Batista e Rodrigo Miranda.

- Defesa: Allef Nunes, Bosson Romaric (ex-Desportivo das Aves), Laércio Morais (ex-Toledo Work, Brasil), Tiago Moreira e Paulo Vasconcelos (ex- CF União B).

- Médios: Christophe Nduwarugira, Mica Silva, Júnior Monteiro (ex-Pinhalnovense), Max Burgess (ex-Rockdale City, Austrália), Sérgio Marakis e Sidy Sagna (ex-US Roye, França).

- Avançados: Gonçalo Abreu (ex-Penafiel), Rodrigo Henrique, Flávio Silva, Yannis Dogo (ex-US Granville, França), Luan Santos e João Caminata.

Treinador: Paulo Alves.

Saíram: Ricardo Campos, Nilson, Nuno Viveiros, Rúben Lima (Moreirense), Luís Tinoco (Gil Vicente), Thiago Ennes (Flamengo), Carlos Manuel, Kusunga, Jaime Simões, Gian (Paços de Ferreira), Breitner (Leixões), Tiago Ferreira, Ryan Ramos, Roniel, Luís Carlos, Cédric Amissi e Kwame N'Sor (Moreirense).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon