Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

United e ainda o amigável com o Sporting: "Ninguém estava com vontade de jogar"

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/10/2017 Hugo M. Monteiro

Ronaldo brilhou frente ao Manchester United "à custa" de O'Shea, numa exibição que lhe valeu uma transferência que lhe acabou por mudar a vida. Agora, os colegas de equipa recordam a noite de 6 de agosto de 2003.

14 anos depois daquele jogo que acabaria por mudar a vida de Cristiano Ronaldo, Alex Ferguson e os ex-colegas de equipa no Manchester United recordaram a noite "endiabrada" do português e as dificuldades que causou a John O'Shea, tantas que o defesa irlandês teve mesmo que ser examinado pelo médico dos "red devils".

"Ninguém estava com vontade de jogar. Só queríamos que o jogo acabasse para irmos para casa. Para o Sporting, era um grande acontecimento, mas para nós era só mais um jogo amigável", recordou Mikael Silvestre. No entanto, não demorou até que algo lhes chamasse à atenção.

© Rodrigo Cabrita

"Nunca tinha ouvido falar de Ronaldo, mas assim que pegou na bola, estava a bater jogadores com facilidade na esquerda e na direita. Lembro-me de agradecer a Deus por estar a jogar no centro da defesa", recordou, em declarações ao Bleacher Report.

Enquanto maior parte do banco do Manchester United desfrutava da exibição de Ronaldo, o caso mudava de figura para John O'Shea. "Na cara de O'Shea só via dor e admiração. Acabou o jogo com uma enxaqueca", recordou Alex Ferguson.

O final do jogo ficou também na cabeça dos jogadores que viajaram até Lisboa naquela noite. "Phil Neville saiu do campo e foi direto a Alex Ferguson. 'Mister, tem de o contratar! Tem mesmo'. Disse-lhe apenas que estávamos a tratar disso", recordou Silvestre.

O melhor do MSN em qualquer dispositivo


AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon