Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Uns despedem-se e outros em dúvida no FC Porto

Logótipo de O Jogo O Jogo 21/05/2017 Hugo Monteiro
© Fábio Poço/Global Imagens

Noite de despedida para vários jogadores do FC Porto, mas alguns já nem vão estar hoje em Moreira de Cónegos.

O jogo de hoje pode ser especial para vários jogadores do FC Porto, perspetivando-se que alguns possam realizar em Moreira de Cónegos o derradeiro jogo como dragões. Casillas, Felipe, Brahimi, Diogo Jota, Layún, João Carlos Teixeira e Depoitre estão nesta lista, mas pelos mais diversos motivos. Uns porque têm mercado e podem resultar em transferências financeiramente muito vantajosas para a SAD portista, outros porque o rendimento que apresentaram ao longo da época ficou aquém das expectativas.

Comecemos então por quem tem mercado, como são os casos de Felipe, André Silva e Brahimi. O defesa brasileiro e o avançado português têm sido observados por diversos clubes europeus, sobretudo alguns grandes de Espanha, enquanto o médio argelino tem as portas de Inglaterra e de França abertas.

O caso de Casillas é diferente. O guarda-redes espanhol esteve em bom plano ao longo da época, tem diversos clubes interessados, mas já anunciou que pretende continuar de dragão ao peito, até porque está feliz no clube e na cidade. Falta saber se a SAD portista está em condições de lhe pagar o alto salário que aufere, tendo em conta que nos dois primeiros anos o Real Madrid pagou uma parte substancial do contrato.

Dúvidas ainda relacionadas com o futuro de Diogo Jota. O avançado emprestado pelo Atlético de Madrid tem contrato com o FC Porto até 30 de junho deste ano, tendo os dragões ficado com a opção de compra. No entanto, dificilmente o FC Porto irá pagar 20 milhões de euros por um jogador que até perdeu o estatuto de titular.

Para alguns, entretanto, o último jogo já aconteceu há algumas jornadas, altura em que deixaram de entrar na lista de convocados. São os casos de Layún, João Carlos Teixeira e Depoitre. O caso mais flagrante é o do internacional mexicano. Tal como O JOGO escreveu, os responsáveis do FC Porto entendem que Layún não está comprometido com a equipa e está de saída do clube, podendo a transferência resultar num bom encaixe financeiro.

Depoitre é outro jogador que há muito não conta, tendo perdido definitivamente o seu espaço na convocatória com a contratação de Soares. Foi, inclusive, ultrapassado por Rui Pedro, que ainda tem idade de júnior. João Carlos Teixeira é outro jogador que não integrará o plantel em 2017/18 (ver mais noticiário na página seguinte).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon