Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Usain Bolt despediu-se do público jamaicano com uma vitória

Logótipo de LusaLusa 11/06/2017 Pedro Albuquerque

Kingston, 11 jun (Lusa) - O jamaicano Usain Bolt, estrela do atletismo que vai terminar a sua carreira no final da época de 2017, venceu no sábado a última corrida disputada perante o público jamaicano, em Kingston.

FRANCK ROBICHON/EPA © EPA / FRANCK ROBICHON FRANCK ROBICHON/EPA

Dono de oito medalhas de ouro olímpicas nas disciplinas de velocidade, Bolt impôs-se na sua distância preferida, os 100 metros, com um tempo 10,03 segundos, longe do seu recorde do mundo (9,59), batendo os compatriotas Jevaughn Minzie (10,15) e Nickel Ashmeade (10,18).

Cerca de 30.000 espetadores, a maioria vestindo as cores da bandeira jamaicana, assistiram ao evento denominado "Adeus a uma lenda", num ambiente de alegria e emoção.

Bolt, 30 anos, foi recebido na pista do Estádio Nacional de Kingston pelo Primeiro-ministro jamaicano, Andrew Holness, e pelo presidente da Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF), Sebastian Coe.

Após a prova dos 100 m, Bolt fez uma volta de honra à pista, antes de beijar a linha de meta.

O homem mais rápido de sempre, recordista mundial dos 100 e dos 200 metros, vai retirar-se após os Mundiais de 2017, que se realizam em Londres, em agosto, e espera repetir o triplo ouro conseguido nos Jogos Olímpicos Rio2016: 100, 200 e 4x100 m.

Até lá, Bolt ainda vai participar nos 'meetings' de Ostrava, na República Checa, a 28 de junho, e no do Mónaco, a 22 de julho.

PA // PA

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon