Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Uso de hormonas beneficiou atletas, conclui estudo da IAAF

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/07/2017 João Cardoso
© Reprodução/Facebook Caster Mokgadi Semenya

Um estudo encomendado pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) concluiu que o excesso de testosterona beneficia o desempenho dos atletas, como sucedeu nos casos de Caster Semenya e Dutee Chand.

Publicado esta terça-feira no British Journal of Sports Medicine, o estudo é assinado por Stéphane Bermon, que participou nos trabalhos da IAAF sobre este assunto, e por Pierre-Yves Garnier, diretor do departamento científico do organismo internacional.

A IAAF informou que este estudo "faz parte de um conjunto de provas" que está a recolher, no sentido de reabrir o processo no Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), que suspendeu em 2015 os regulamentos do organismo para restringir a participação em provas de algumas atletas.

O TAS considerou que os regulamentos eram discriminatórios e deu um prazo até julho de 2017 para a IAAF provar cientificamente que aquelas atletas, designadas híper-andróginas, são favorecidas desportivamente por esse facto.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon