Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Valentim Loureiro assume funções como vereador na Câmara de Gondomar

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/10/2017 Administrator

O ex-presidente da Câmara de Gondomar, Valentim Loureiro, que se candidatou como independente nas últimas autárquicas e saiu derrotado pelo PS, vai assumir as funções de vereador, confirmou o próprio à Lusa.

"Vou assumir as funções para as quais fui eleito. Vou ser um vereador ativo e vou participar com a mesma compostura e a mesma lisura com\ que pautei a campanha eleitoral. Vou assumir as funções para as quais fui eleito. Nunca disse uma palavra contra ninguém. Exercerei o cargo pela positiva e nunca contra ninguém, mas pelo bem de Gondomar", disse Valentim Loureiro.

Nas autárquicas de 01 de outubro, foi reeleito em Gondomar, distrito do Porto, o socialista Marco Martins, que alcançou maioria absoluta, ao eleger seis vereadores, enquanto o movimento independente liderado por Valentim Loureiro conquistou dois mandatos.

Valentim Loureiro, que presidiu à Câmara de Gondomar ao longo de 20 anos (cinco mandatos: três pelo PSD e dois como independente), não tendo concorrido há quatro anos devido à lei de limitação de mandatos, foi assim eleito para o cargo de vereador, uma função que não confirmou se assumiria na noite eleitoral.

"Nesse dia disse que ia reunir com o meu movimento e foi o que aconteceu ontem [segunda-feira], tendo ficado decidido, até por aclamação, que todos os que foram eleitos assumiriam funções. Serei vereador para contribuir para resolver os problemas dos gondomarenses, os quais, como pude ver na campanha, não são poucos", disse à agência Lusa, Valentim Loureiro.

Já em comunicado, o Movimento Independe "Valentim Loureiro - Coração de Ouro" acrescenta que o antigo histórico presidente da Câmara será acompanhado na vereação pelo segundo da lista, Leonel Viana.

A nota especifica que esta decisão foi tomada numa reunião nas instalações da Escola Dramática e Musical Valboense "por unanimidade e aclamação" e se estende a todos os eleitos à Assembleia Municipal e Assembleias de Freguesia.

Garantindo que o movimento independente "continuará vivo" e que será "participativo e apresentará ideias e propostas", Valentim Loureiro apontou que "na oposição cumprirá um papel de acompanhamento constante".

"A nossa função não será boicotar o trabalho quem está no exercício de funções - pois o que está em causa é o futuro de Gondomar e dos gondomarenses. Seremos uma oposição responsável e que não se deixará intimidar. Iremos estar sempre presentes. E vamos apoiar as ideias e propostas que merecerem ser apoiadas. Igual ideia se aplicará em relação a eventuais abstenções ou à contestação do que merecer ser contestado", afirmou Valentim Loureiro na reunião de segunda-feira, conforme surge citado co comunicado do movimento.

O comunicado termina com a descrição de que Valentim Loureiro afirmou perante os membros da sua candidatura que ainda que o movimento continue vivo, dentro de quatro anos a liderança não será da sua responsabilidade.

"Há 'espaço' para este projeto. Dentro de quatro anos a liderança do movimento seguramente já não será da minha responsabilidade", terminou.

A tomada de posse do novo executivo em Gondomar está marcada para a próxima segunda-feira, 23 de outubro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon