Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Valverde apresentado: "Sofri muito à custa do Barcelona"

Logótipo de O Jogo O Jogo 01/06/2017 Alcides Freire

Novo treinador do clube de Camp Nou destacou o estilo de jogo da equipa e quer aproveitar para infligir o mesmo sofrimento que sentiu na pele, enquanto estava no Atlético de Bilbau, aos adversários.

Depois da oficialização, a apresentação: Ernesto Valverde foi anunciado como novo treinador do Barcelona na segunda-feira e, esta quinta, falou pela primeira vez em conferência de imprensa depois de assinar.

© EPA/Toni Albir

O técnico de 53 anos começou por ler um discurso no qual recordou treinadores históricos do clube catalão, como Cruyff, Guardiola e Tito Vilanova, afirmando também que vai tentar dar o seu cunho pessoal ao estilo de jogo da equipa, realçando, desde logo, as vantagens do mesmo:

"Sofri muito à custa do Barcelona. O que mais me agrada no estilo de jogo é o poder de condicionar o adversário. Os jogos em Camp Nou eram como não poder respirar. Tivemos mais derrotas do que vitórias, mas agora espero que possamos fazer sofrer os outros", atirou Valverde, referindo-se às épocas que passou no Atlético de Bilbau. Sobre a gestão de egos do plantel "blaugrana", o treinador não vê problemas:

"É uma questão recorrente que toda a gente levanta. No entanto, quando queres competir deves sentir um impulso, que é necessário para estar ao mais alto nível. Encontrarei uma equipa jovem, onde todos querem o melhor para nós. Não há jogadores que tenham nascido milionários, penso eu. Lutaram todos por isso", rematou Ernesto Valverde.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon