Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Vaná deixou milhões nos cofres e um vazio na baliza

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/07/2017 Hugo Monteiro
Vaná já é guarda-redes do FC Porto © Global Imagens Vaná já é guarda-redes do FC Porto

Transferência de Vaná, que rendeu cerca de um milhão de euros, obriga o clube a procurar não um, mas dois guarda-redes.

A saída de Vaná para o FC Porto, que rendeu ao Feirense cerca de um milhão de euros, deixou um vazio na baliza, difícil de substituir, visto que o guardião brasileiro, de 26 anos, foi considerado na época passada, pela UEFA, como o guarda-redes revelação do campeonato e em vários jogos foi a principal figura da equipa.

Nuno Manta tem agora dois guarda-redes a fazer a pré-época, mas ambos não possuem nem a experiência, nem o currículo de Vaná. Ivo Eichman (19 anos) é um ex-júnior e poderá ficar no plantel, embora seja sempre uma terceira solução, ao passo que Alampasu é um internacional nigeriano, de 20 anos, mas, na última temporada, esteve cedido ao Cesarense e só realizou 13 jogos, pelo que poderá ser novamente emprestado. Nesse sentido, poderão chegar não um, mas dois reforços para a baliza.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon