Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Velocistas lusos conseguem mínimos europeus

Sportinveste 13/06/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia
Três velocistas portugueses conseguiram hoje mínimos para os Europeus de atletismo no meeting de at ...: Velocistas lusos conseguem mínimos europeus © Sportinveste Multimédia Velocistas lusos conseguem mínimos europeus

Três velocistas portugueses conseguiram hoje mínimos para os Europeus de atletismo no meeting de atletismo de Salamanca, tirando o melhor partido das condições favoráveis de ventos e altitude.

Destaque para Yazaldes Nascimento, vencedor dos 100 metros em 10,26 segundos, após ter feito 10,25 nas eliminatórias - ambas as marcas são mínimo A para os Europeus de atletismo de Zurique.

Com 1,7 e 1,1 de vento favorável nas provas, respetivamente, Yazaldes aproveitou bem a altitude de Salamanca (cerca de 800 metros), para se colocar na liderança nacional do ano e juntar-se a Ricardo Monteiro, detentor de mínimo A desde o ano passado.

Em plano secundário fica Diogo Antunes, quarto na final com 10,38 e com 10,37 na eliminatória, o que lhe dá mínimo B, que só assegura "passaporte" se ninguém tiver marca de nível superior. Ricardo Pereira, Ricardo Monteiro, Ancuiam Lopes e Paulo Bernardo também competiram, com resultados menos interessantes.

Carla Tavares correu 100 e 200 metros e foi na distância mais longa que brilhou, ao terminar em 23,63 segundos, dois centésimos abaixo do mínimo B. Como ninguém fez melhor, tem boas hipóteses de integrar a delegação portuguesa para Zurique.

Ainda procura mínimo nos 100 metros - hoje correu em 11,69 e ficou a nove centésimos.

Já com mínimos feitos, Marcos Chuva confirmou o bom momento de forma no salto em comprimento, triunfando com 8,04 metros (vento 1,7).

Arnaldo Abrantes esteve longe do seu melhor nos 200 metros, que concluiu em 21,06 segundos, ainda a 11 centésimos do mínimo.

Nos 400 metros barreiras João Ferreira também está distante do que já conseguiu, ao ser cronometrado em 53,52 segundos. A corrida B foi ganha por António Rodrigues em 53,41.

Com os resultados de hoje em Salamanca há já 29 atletas com mínimos para as provas de pista. Estão já definidas as 14 vagas de marcha e maratona.

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon