Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Venceu a malária, cumpriu um sonho e agora pensa no FC Porto

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/09/2017 Alcides Freire
. © Fornecido por O jogo .

Junior Pius tem contrato válido até 2020 com o Tondela, mas sonha jogar no FC Porto

O minuto 31 do dia 16 de setembro ficou gravado na memória do central Junior Pius como o momento de três estreias absolutas: a jogar na I Liga, com a camisola do Tondela e em Alvalade: "Não vou esquecer aquele momento da minha vida. Nunca joguei num estádio grande. Cumpri um sonho de menino. O meu sonho aconteceu. Agora, quero agarrar esta oportunidade." A estreia foi precipitada por uma lesão de Nick Ansell e colocou o nigeriano, de 21 anos, ao lado do capitão Ricardo Costa, 36 anos. "Ele ajudou-me, falou sempre comigo, deu-me confiança. Não tive medo nenhum, não me senti nervoso. Tenho aprendido muito com ele", contou quem, ainda há poucos meses, viu comprometido o sonho. Durante as férias, a ansiada visita para matar saudades da família, em Eman, na Nigéria, virou sofrimento: contraiu malária e, no arranque da pré-época do Tondela, foi surpreendido pela doença: "Foi tudo muito rápido. Fiquei só seis dias com a família, cheguei bem, mas depois adoeci. Aprendi uma lição: tenho de tomar sempre as vacinas", recordou, grato: "Senti-me apoiado por todos". Domingo, o Tondela recebe o Braga e procura a primeira vitória caseira. "Temos de vencer. Estou confiante", assegurou Pius, desejoso de "jogar sempre".

Pius estreou-se em Portugal nos juniores do FC Porto. O Tondela descobriu-o na Sanjoanense (Campeonato de Portugal), onde festejou seis golos. Tem contrato até 2020 e o objetivo de "jogar numa grande equipa". O sonho "é regressar ao FC Porto", assume, "mas agora há que aprender, trabalhar muito". Com as lesões de Ansell e de Osório, Pius pode ser titular com o Braga.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon